O Satélite UBASAT e o Projeto Ubatubino

Olá leitor!

Você lembra-se do professor de matemática Cândido Osvaldo de Souza de uma escola municipal de Ubatuba? Não?

Pois então, ele é o idealizador e coordenador de um grupo formado por 120 alunos do 1º grau  da Escola Municipal Tancredo Neves, que em conjunto com empresários e pesquisadores voluntários, estão construindo um pequeno satélite artificial chamado UBASAT que deve ser lançado nos Estados Unidos e entrar em órbita ainda este ano.

Lembrou agora? Pois é, no dia 02/03 foi postado no site da Empresa Brasileira de comunicação (EBC) uma reportagem realizada pela TV Brasil dando destaque a essa equipe brasileira considerada a mais jovem do mundo a participar de um projeto espacial.

Em nossa opinião esse é um grande exemplo que o professor Cândido, dessa escola do litoral paulista, está dando aos organizadores do “Programa AEB ESCOLA” de como se cria programas realmente estimulantes aos jovens estudantes, não se limitando ao lançamentos de foguetes de água e ar comprido e palestras repetitivas. Minha sugestão é de que procurem aprender com ele.

O professor Candido Oswaldo de Souza é "Gente que faz" e assim sendo merece o nosso respeito e reconhecimento. Parabéns professor, estamos precisando urgentemente de mais educadores com visão e atitude como o senhor neste país.

Gostaria inclusive se algum leitor conhecer o professor Cândido que lhe pedisse para entrar em contato com o blog “BRAZILIAN SPACE” pelo e-mal: brazilianspace@gmail.com para que pudéssemos fazer uma entrevista com o mesmo, já que minhas tentativas de encontrar um meio de contato com o mesmo falharam completamente.

PROJETO UBATUBINO

O segundo vídeo apresenta o "Projeto Ubatubino" que trata do desenvolvimento de uma placa para treinamentos dos professores e dos alunos do 1º grau da Escola Municipal Tancredo Neves, que estão envolvidos com o projeto do “UBASAT".

A placa Ubatubino é uma etapa de treinamento para que todos se familiarizem com circuitos, componentes e eletrônicas que serão utilizadas no satélite.

Pretende-se colocar esta placa acoplada a balões de hélio e através dos seus motores poderá controlar a direção do balão utilizando sensores ou sendo controlado sem fio.

Duda Falcão

TV Brasil - 02/03/2011

Vídeo do Projeto Ubatubino

Comentários

  1. Esse professor realmente merece os parabéns de muita gente!! Impressionante.

    Abracos Duda

    Eduardo

    ResponderExcluir
  2. Pois é Eduardo,

    Realmente o professor Candido Oswaldo de Souza é um exemplo a ser seguido.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  3. O projeto ubatubino foi criado pela minha empresa, gastei horas fazendo e doando para o prof. Candido e a escola Tancredo Neves. Ensinei a fazer o balão de hélio e não há nenhuma menção.

    É muito decepcionante ver que não há nenhuma menção a nossa empresa e menos ainda para pessoas / entidades mais importantes ainda como o INPE e os demais envolvidos neste projeto.

    Aproveito para deixar minha honesta opinião que seria muito melhor ele pensar em formar inovadoras de ensinar trigonometria do que fazer sensacionalismo tecnológico se aventurando com coisas de eletrônica sem nem saber diferenciar tensão de corrente e ter noção do que é um firmware.

    Literalmente a ética foi para o espaço antes do satélite...


    www.eletronlivre.com.br
    www.globalcode.com.br
    www.ubatubino.com.br

    Atenciosamente,
    Vinicius Senger
    Autor do projeto Ubatubino

    ResponderExcluir
  4. Olá Vinícius!

    Se foi como você diz amigo, de minha parte perdoe-me, pois eu não sabia do seu envolvimento e muito menos do envolvimento do INPE nesse projeto Ubatubino (sabia do envolvimento do INPE no projeto do satélite). Concordo contigo, a César o que é de César, assim que devem ser as coisas. Comprometo-me fazer uma matéria contigo sobre esse projeto e peço-lhe que me envie seu e-mail pelo e-mail do blog (brazilianspace@gmail.com), para que possamos entrar em contato, tá ok? Fico no aguardo.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  5. Duda, nada pessoal! Não é sua culpa não, mas isso esta acontecendo muito e pode comprometer o futuro do projeto.

    Desculpe o desabafo no seu site.

    Onde vc mora?

    Abraço,
    Vinicius

    ResponderExcluir
  6. Olá Vinicius!

    Eu moro na boa terra, sou soteropolitano, nascido na cidade de São Salvador da Bahia. Como lhe disse amigo, entre em contato por e-mail para que façamos uma entrevista sobre o projeto Ubatubino, tá ok? Tenho certeza que será muito interessante para você e para os leitores do blog.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial