Ministro Raupp Pede Sinergia na Área Espacial

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (23/05) no site do “Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)” destacando que na posse do novo presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), José Raimundo Braga Coelho, o ministro Marco Antônio Raupp pediu sinergia na Área Espacial.

Duda Falcão

Na Posse do Presidente da AEB,
Raupp Pede Sinergia na Área Espacial

Ricardo Abel
Ascom do MCTI
23/05/2012 - 20:14

Foto: Giba/Ascom do MCTI
O ministro cumprimenta o novo presidente da AEB

Nesta quarta-feira (23), o físico José Raimundo Braga Coelho tomou posse como presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI). Durante o evento, foi abordada a necessidade de maior sinergia no setor, com objetivo de otimizar e intensificar o trabalho dentro do Programa Espacial Brasileiro.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, ex-presidente da AEB, destacou que a articulação das instituições ligadas à área espacial é fundamental. “É preciso criar maior sinergia entre os vários componentes da área especial: AEB, ITA, DCTA e INPE”, disse, referindo-se ao Instituto Tecnológico de Aeronáutica, ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, ligado à Aeronáutica, e ao Instituto de Pesquisas Espaciais, ligado ao MCTI.

“O desafio agora é trabalhar bem as parcerias e, na medida em que esta iniciativa for bem sucedida, teremos a confiança total do governo”, continuou. “Tenho certeza de que todos estaremos trabalhando a favor do programa espacial. Temos que mostrar que vale a pena investir.” A presidência da agência vinha sendo exercida de forma interina pelo diretor de Satélites, Aplicações e Desenvolvimento, Thyrso Villela Neto, desde o início do ano.

Raupp afirmou que o Programa Espacial Brasileiro é fundamental para os interesses da soberania nacional e que espera contribuir para atrair investimentos para a área espacial. “Ela é fundamental para o país, pois serve para prevenir desastres naturais, pode ser alinhada com a política de defesa nacional e teremos maior controle das questões meteorológicas. Temos bastante experiência para desempenhar um trabalho de qualidade.”

O presidente da AEB, José Raimundo Braga Coelho, ratificou que o mais importante neste momento é consolidar o sistema espacial, o que inclui trabalhos conjuntos entre os institutos do setor. “Há procedimentos formais sendo encaminhados para aprofundar a colaboração entre os institutos da área espacial, acredito que há caminhos para acertar pequenos detalhes para que esta conjunção de esforços seja consagrada”, disse.

Com relação aos projetos, reafirmou que será lançado este ano, em novembro, o quarto satélite fruto da cooperação China-Brasil, o CBers 3.

O novo presidente, que já assessorou a presidência da AEB em anos anteriores, expôs sua visão sobre como a indústria pode participar no contexto da instituição. “Nós temos programas derivados da própria agência, em que a interação entre empresa e instituições de pesquisa é fundamental”, disse. “Nós queremos transformar isso em riqueza, estruturas grandes e sólidas no setor industrial para poder competir com o mundo globalizado.”

Perfil

José Raimundo Braga Coelho é bacharel em física pela Universidade de Brasília (UnB), possui mestrado em matemática pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e pelo Instituto Courant da Universidade de Nova York, EUA. Foi professor dos departamentos de Matemática da UnB e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), e do Departamento de Computação da Universidade de Nova York.

Na UnB, exerceu também os cargos de chefe de Departamento de Matemática e vice-diretor do Instituto de Ciências Exatas. Foi o primeiro diretor de Ensino do Instituto Politécnico do Rio de Janeiro (IPRJ).

No INPE, Coelho exerceu várias funções de administração de alto nível, entre elas, a de gerente-geral do Programa China Brazil Earth Resource Satellites (CBers) e a de vice-diretor da Coordenação-Geral de Engenharia e Tecnologia.

Nos últimos anos, entre outros trabalhos, dirigiu o Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP). Leia mais sobre a trajetória do dirigente.


Fonte: Site do Ministério da Ciência,Tecnologia e Inovação (MCTI)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial