Adolescente Manda Réplica de Ônibus Espacial à Estratosfera

Olá leitor!

Segue abaixo uma interessante notícia postada ontem (09/03) no site “Folha.com” do “Jornal Folha de São Paulo” destacando que uma adolescente romeno conseguiu enviar uma réplica de um ônibus espacial a estratosfera como um baixíssimo orçamento.

Duda Falcão

CIÊNCIA

Adolescente Manda Réplica de
Ônibus Espacial à Estratosfera

DA BBC BRASIL
09/03/2012 - 10h41

Em uma empreitada de deixar os engenheiros da Nasa (agência espacial americana) com inveja, um adolescente romeno de 18 anos, fascinado por viagens espaciais, conseguiu lançar uma réplica de um ônibus espacial à estratosfera com um orçamento equivalente a R$ 4.400.

A réplica foi montada por Raul Oaida em apenas três dias com 180 blocos de montar de brinquedo e supercola.

Com a ajuda de um balão de hélio gigante, uma câmera de alta definição e um localizador por GPS, Oaida registrou o voo de seu ônibus espacial a uma altitude de 35 mil metros.

Raul Oaida
Lançamento da réplica de ônibus espacial, fabricado com
blocos de montar de brinquedo, custou R$ 4.400

Raul Oaida
O adolescente romeno Raul Oaida teve a colaboração de
um empresário australiano que conheceu pela internet

O adolescente teve a ajuda de um empresário australiano, que conheceu pela internet e que se dispôs a financiar sua empreitada.

Com a dificuldade em conseguir autorização das autoridades de controle aéreo na Romênia, Oaida teve que ir à Alemanha para fazer seu lançamento, aproveitando o fato de que seu pai estava no país a trabalho.

Após seis horas de voo e um pouso tranquilo, o ônibus espacial foi recuperado intacto a 250 quilômetros de distância do local de lançamento, em um bosque no sudeste da Alemanha.

"DIFÍCIL DE ACREDITAR"

As imagens captadas pelo equipamento são impressionantes. "Após ver o vídeo, ficamos totalmente assombrados. Ainda é difícil de acreditar que ele estava realmente lá em cima", afirma Oaida.

"O que eu faço pode parecer um pouco aleatório, mas há uma direção geral, um plano para esse caos, que é a realização de meu sonho de longa data: as viagens espaciais", comentou ele à BBC Brasil.

Com o sucesso da empreitada, Oaida e seu financiador australiano, Steve Sammartino, já planejam a próxima viagem espacial.

Na quinta-feira, Oaida abriu uma conta para crowdfunding (financiamento por meio de grande quantidade de pequenas doações pela internet) e espera o resultado de uma enquete em seu blog para decidir que objeto lançará da próxima vez.

Seu objetivo é arrecadar US$ 5.000 até o fim de abril. Mas até a manhã desta sexta-feira, ele havia conseguido apenas três doadores, que se comprometeram com um total de US$ 18.



Fonte: Site Folha.com - 09/03/2012

Comentário: Pois é leitor, veja você como com criatividade e iniciativa coisas consideradas inacreditáveis podem ser realizadas, mesmo com poucos recursos. É claro que a contribuição científica dessa iniciativa do adolescente romeno foi zero ou quase isso, mas certamente contribuirá para estimular outros jovens a se interessarem pela área espacial. É por isso que critico a falta de atitude de nossa agência espacial com relação à falta de estimulo nessa área, limitada a eventos como a Jornada Espacial e a parceria com a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Não resta dúvida que esses eventos são interessantes, mas são ainda bastante tímidos, se compararmos com o que vem sendo feito em outros países ou em iniciativas privadas como essa do adolescente romeno ou  então como a do Projeto AERIS do IFNMG de Montes Claros em Minas Gerais (Veja as notas: “Alunos de Informática do IFNMG Lançam Cápsulano Espaço”,"TV Mineira Exibe Nova Reportagem Sobre o Projeto AERIS”). Recentemente durante a realização da Campus Party 2012 em São Paulo, a AEB anunciou que em breve deverá lançar uma “Olimpíada de CANSATs” (pequenos satélites no formato de lata de refrigerante), o que se realmente acontecer será muito louvável. Entretanto, ainda será uma iniciativa tímida em relação ao que se pode fazer visando estimular nossos jovens a se interessarem pelo setor espacial. Continuo insistindo que o evento ideal seria adotar o modelo dos Spacecamps em competições anuais regionais com uma grande final nacional, onde fosse dada aos nossos jovens a oportunidade de desenvolver suas habilidades e criatividade em áreas como, robótica espacial, foguetes, sondas atmosféricas, eletrônica embarcada, CANSATs, Astronomia, entre outros. Infelizmente estamos muito longe disso, não só por falta de visão de nossa agência espacial, como também por falta de atitude, e por conta disso que em nossa opinião a iniciativa desse jovem romeno é ainda mais significativa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes