Projeto do INPE Estuda Indicadores de Vulnerabilidade Social

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (13/03) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que Projeto do INPE estuda indicadores de vulnerabilidade social.

Duda Falcão

Projeto Estuda Indicadores
de Vulnerabilidade Social

Terça-feira, 13 de Março de 2012

A 1ª Oficina do Projeto Métricas, que tratará da “Análise de Indicadores de Vulnerabilidade Social - Em Busca de Metodologias para Métricas Socioterritoriais”, será no dia 19 de março no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos.

Dentro do Programa Espaço e Sociedade, o evento é organizado pelo Grupo de Sistemas Urbanos, Padrões e Processos de Uso e Cobertura da Terra, Saúde e Ambiente do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do INPE e pelo Centro de Estudos das Desigualdades Socioterritoriais (CEDEST), que conta com escritório local no instituto.

Participam da oficina a professora Aladaíza Sposati (PUC-SP), coordenadora do Projeto Métricas, Paulo Jannuzzi, secretário da SAGI-MDS (Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação do Ministério do Desenvolvimento Social), Denise Colin, secretária Nacional de Assistência Social, entre vários pesquisadores e gestores. Como se trata de uma oficina de trabalho, o evento é restrito aos participantes.

Mais informações na página

CEDEST

O Centro de Estudos das Desigualdades Socioterritoriais (CEDEST) foi criado em 2001 por pesquisadores do INPE, do Instituto Polis e da PUC-SP, onde está sua sede, por meio de projeto financiado pela Fapesp. É voltado para pesquisa e produção de indicadores sociais para orientação de políticas públicas.

As atividades do escritório local do CEDEST no INPE – inaugurado em 2010 – são desenvolvidas no âmbito do Programa Espaço e Sociedade e do Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST/INPE) e seu foco está nos estudos de indicadores que podem ajudar a tratar a questão da vulnerabilidade social na escala das cidades, o que é fundamental nas pesquisas de impactos e adaptação às mudanças climáticas e ambientais para áreas metropolitanas.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial