Astronauta Brasileiro Espera ser Chamado para Nova Missão

Olá leitor!

Foi postada uma pequena e interessante matéria dia (23/11) no site do jornal digital “Só Notícias” da cidade de Sinop (MT), destacando que segundo o astronauta Marcos Pontes, de um jeito ou de outro ele voltará ao espaço.

Duda Falcão

Geral

Sinop

1º Astronauta Brasileiro Espera
ser Chamado para Nova Missão

Só Notícias/Weverton Correa
23 de Novembro de 2011 - 16:10
Atualizada às 16h30

O primeiro astronauta brasileiro, Marcos Pontes, voltará ao espaço. Alternando estadias em São Paulo e Houston, nos Estados Unidos, ele disse, em entrevista coletiva, há pouco, em Sinop, que aguarda ser escalado pela Agência Espacial Americana (NASA) para uma próxima missão. "Mas quando penso nisso fico preocupado com o tempo, que vai passando né [risos]. Quando penso nisso, lembro do John Glen, que voou em 1962 e depois em 1998, com 77 anos. Espero não demorar tanto tempo assim, mas vou voltar ao espaço, de um jeito ou de outro", afirmou.

Ele, que entrou para história em 2006, na primeira missão tripulada do Brasil, palestra hoje, às 19h30, no Centro de Eventos Dante Martins, sobre o tema "Quem nunca sonhou em ser um astronauta?" para, com base na experiência adquirida no programa espacial, fazer uma conferência motivacional falando sobre sonhos e acreditar. "Se você acredita realmente, consegue fazer, passar por qualquer obstáculo, qualquer dificuldade e realizar".

Marcos lembrou de sua origem humilde e destacou a importância da Educação na consolidação de sua carreira, um das principais bandeiras que vem defendendo em suas viagens pelo país. "O principal que fica é falar: era um brasileiro. Meu pai [...] era servente de serviços gerais, o cara que limpa o chão, corta grama. Eu morava na periferia em Bauru (SP) e estudei em escola pública. Basicamente criei minha carreira através da Educação".

Ele defendeu, principalmente, a importância da educação profissional. "Tenho caminhado pelo país, contando essa história [sua trajetória], falando da importância da Educação, para formação de pessoal qualificado, da ciência para gerar conhecimento, da tecnologia para gerar produtos, empresas e empregos. Esse é o tripé, no qual o desenvolvimento de qualquer país é apoiado", pontuou.

Pontes, que é engenheiro aeronáutico, também é piloto reserva da aeronáutica, professor universitário, embaixador mundial do WorldSkills International, embaixador no Brasil da First Foundation e conferencista internacional falando sobre como ter sucesso na vida. Ingressou na Força Aérea Brasileira em 1981 e suas funções militares terminaram quando, em 1998, foi selecionado por meio de concurso público da Agência Espacial Brasileira para representar o Brasil na NASA, como astronauta. Ele é natural de Bauru e começou a trabalhar aos 14 anos como aprendiz de eletricista para ajudar em casa e pagar pelos estudos.

Fotos: Só Notícias/Cleverton Neves


Fonte: Site do jornal digital “Só Notícias” - http://www.sonoticias.com.br/

Comentário: Ora leitor, esse notícia é no mínimo muito estranha. Será que o astronauta Marcos Pontes sabe de algo ainda não divulgado ou foi mal interpretado pelo jornalista matogrossense? A possibilidade de ele voltar a voar e muito remota, para não dizer inexistente, pois dependeria de uma mudança de visão dos homens que comandam o Programa Espacial Brasileiro, e como sabemos, eles não são nada favoráveis a missões tripuladas. A possibilidade citada na matéria dele ser escalado pela NASA, até onde sabemos é totalmente nula, pois dependeria do interesse do governo brasileiro e da concordância americana, já que ele é astronauta da AEB e não da NASA. No caso russo, também dependeria de negociações com a ROSCOSMOS, e inclusive já existe previsto no 3º AO (Anúncio de Oportunidades) da AEB, uma missão de envio de experimentos brasileiros a ISS via Soyuz que ainda não ocorreu, mas tão pouco foi cancelada. Esse talvez seja o caminho mais fácil de uma possível missão para o nosso astronauta. Outra possibilidade que pode está sendo discutida também, seria com os Chineses, que inclusive o Brasil manteve conversações recentemente e ainda vem mantendo sobre novas cooperações no âmbito espacial. Entretanto, o que se sabe é que esses rumores são apenas ecos e não possibilidades concretas, o que me leva novamente a acreditar na possibilidade do astronauta ter sido mal interpretado pelo jornalista matogrossense. Entretanto, vamos aguardar, pois nesse Brasil verde e amarelo, tudo é possível, inclusive o sobrenatural.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial