Setor Aeroespacial Terá Novo Convênio Para Promoção Comercial

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (20/06) no site “Portal Brasil” destacando que Setor Aeroespacial terá novo convênio para Promoção Comercial.

Duda Falcão

ECONOMIA E EMPREGO

Investimento

Setor Aeroespacial Terá Novo Convênio
Para Promoção Comercial

Ações serão desenvolvidas nos próximos dois anos no âmbito
do Projeto Setorial Brazilian Aerospace Cluster

Apex-Brasil
Por Portal Brasil
Publicado: 20/06/2014 - 11:39
Ultima modificação: 20/06/2014 11:39

Nos próximos dois anos, os setores aeronáutico e aeroespacial receberão auxílio para promover os negócios e a imagem dos produtos e serviços das cadeias produtivas.

As ações serão desenvolvidas no âmbito do Projeto Setorial Brazilian Aerospace Cluster, que terá 45 empresas participantes. O projeto é resultado de um convênio que será assinado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pelo Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista (CECOMPI).

Em relação à versão anterior, o projeto passou por reformulações para obter mais eficiência e incorporar inovações às ações de promoção de negócios e imagem do setor. Conforme explicação do gestor do projeto, Maurício Manfrè, uma das inovações será a forma que o setor se apresentará nas feiras internacionais.

Ao invés de as empresas terem espaços individuais, elas participarão do que está sendo chamado de estandes conceituais, nas quais os segmentos se apresentarão de forma sistêmica. “Individualmente, as empresas têm pouco apelo de marketing, por causa da complexidade do setor. Assim, entendemos que a apresentação dos segmentos como um todo é a melhor forma de mostrar a capacidade e a tecnologia dos produtos e serviços brasileiros, diz Manfrè.

Outra novidade é que o projeto terá a participação também de empresas de Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná e Rio de Janeiro, estados que vêm desenvolvendo polos industriais importantes para a cadeia das indústrias aeronáutica e aeroespacial.

Setor

O setor no qual se insere as empresas participantes do Brazilian Aerospace Cluster é formado por dois segmentos básicos.  O segmento aeronáutico oferece uma variada gama de produtos, tais como:

* Aviões;
* Helicópteros;
* Conjuntos e partes estruturais;
* Motores;
* Componentes e peças;
* Interiores de aeronaves;
* Software;
* Equipamentos de radiocomunicação e navegação;
* Sistemas; e
* Equipamentos embarcados e para o controle do tráfego aéreo.

Também São Oferecidos:

* Serviços de manutenção;
* Reparo e revisão geral de aeronaves de diversos portes, motores, componentes e equipamentos de sistemas de bordo; 
* Serviços de projeto e engenharia; e
* Serviços industriais relacionados.

Já o Segmento Espacial Fornece:

* Satélites pequenos e suas estruturas;
* Equipamentos de bordo, incluindo cargas úteis;
* Foguetes de sondagem e veículo lançador;
* Sistemas diversos e suas partes,
* Propulsão, e
* Segmentos de solo; 
* Serviços envolvendo aplicação de imagens obtidas por satélites; e
* Consultoria e outros serviços especializados.


Fonte: Portal Brasil - http://www.brasil.gov.br

Comentário: Nome pomposo, iniciativa interessante, mas volto a insistir, sem compromisso do governo muito pouco poderá ser realizado, especialmente na área espacial.  No papel fica tudo muito bonito e já houve outras iniciativas semelhantes tão bonitas quanto, mas foram iniciativas que não foram a frente por causa da falta de interesse e de compromisso de quem estar no poder. Muda-se as caras do poder, mas os interesses continuam os mesmos e tudo ao final acaba num mundo de promessas não cumpridas. Aproveitamos para agradecer ao Leitor Rodolfo pelo envio dessa notícia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial