Cubesat Brasileiro Concluiu Plano de Voo e Envia Informações

Olá leitor!

Segue agora mais uma nota postada ontem (20/06) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) com novas informações sobre o NanosatC-Br1.

Duda Falcão

Cubesat Brasileiro Concluiu Plano
de Voo e Envia Informações

20/06/2014 - 16:52

O primeiro nanossatélite brasileiro, lançado nesta quinta-feira (19), às 16h11, já mantém contato com as bases de monitoramento. O NanosatC-Br1 foi desenvolvido com recursos da Agência Espacial Brasileira (AEB) e lançado na base de Yasny, na Rússia. O cubesat opera em modo de segurança e envia a sua localização por código Morse.

As informações são recebidas pelas Estações Terrenas de Rastreio e Controle de Nanossatélite do Programa NanosatC-BR da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e a dos institutotos Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCTI).  O objetivo do cubesat é monitorar a intensidade e mapear o campo magnético sobre a América do Sul.

“Os nanossatélites são importantes para o desenvolvimento da tecnologia espacial brasileira, além de motivar estudantes. É uma forma de congregar entre eles o trabalho na área espacial”, explica o presidente da Agência Espacial brasileira (AEB/MCTI),José Raimundo Coelho.

O NanosatC-Br1 foi desenvolvido pelo Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais (CRS/INPE). Juntamente com o NanosatC-Br-1, foram lançados a órbita terrestre outros 36 nanossatélites.


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)

Comentário: Os veículos lançadores também o são Sr. José Raimundo e o governo desastroso que o senhor representa e defende toda vez que usa a mídia jogando confete e exaltando sabe deus o quê, vem literalmente boicotando os projetos do VLS-1 e do VLM-1 desde que essa presidentA “companheira” assumiu o poder. Só para lembrá-lo, pois parece que a sua memória só registra o que lhe é conveniente, mas a nossa registra a verdade dos fatos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial