Large-Class, Second-Stage Rocket Motor Passes Tests

Hello reader!

It follows a note published on the day (06/26), in the site "www.space-travel.com", highlighting that large-class, Second-Stage Rocket Motor passes tests.

Duda Falcão

ROCKET SCIENCE

Large-Class, Second-Stage
Rocket Motor Passes Tests

by Richard Tomkins
Sacramento (UPI) Jun 26, 2014

disclaimer: image is for illustration purposes only.
A large-class second-stage rocket motor for the U.S. Air Force Nuclear Weapons Center has been tested by Aerojet Rocketdyne.

The test of the 92-inch diameter motor -- at sea level conditions -- was conducted at the Utah Test and Training Range at Hill Air Force Base.

"This motor firing demonstrates the flexibility of the stage to perform in either a booster or upper stage mode," said Tyler Evans, Aerojet Rocketdyne vice president, Rocket Shop Defense Advanced programs. "This test provides strategic options for the U.S. Air Force, other defense agencies and commercial customers."

The rocket motor was initially tested in February at simulated altitude conditions at the Arnold Engineering Development Center in Tennessee, Aerojet Rocketdyne said.

The large-class second-stage rocket motor was designed, fabricated and tested by Aerojet Rocketdyne under a demonstration contract that required the use of available technologies for propulsion systems.

Additional details of the testing of the rocket motors, for use on U.S. strategic missiles, were not disclosed.



Comentário: Pois é leitor, é assim que as coisas acontecem nos programas espaciais bem sucedidos no mundo, ou seja, o governo contrata e a indústria produz, e olha que esse contrato da “Aerojet Rocketdyne” com a Força Aérea dos EUA foi um contrato de demonstração da tecnologia que ao final ainda dependerá de resultados para continuar tendo apoio até a sua desejada industrialização. Nos EUA e nos países onde programa espacial é coisa séria, o governo, institutos de pesquisa (públicos e privados), universidades (públicas e privadas) e a indústria, todos trabalham com um mesmo objetivo mediante à metas estabelecidas dentro de prazos realistas e facilitados por uma legislação adequada, e tudo isso sob a coordenação, apoio político e comprometimento da administração pública que cobra eficiência e resultados. Dito isso eu pergunto ao Comandante Saito: “Que beleza é esse motor-foguete americano, né verdade comandante? Pois então, quando o senhor efetivamente irá se movimentar para cobrar desses energúmenos do governo DILMA ROUSSEFF e do Congresso Nacional uma atitude realmente em prol dos projetos espaciais do DCTA? Ou continuará pecando por omissão?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022