segunda-feira, 21 de março de 2016

Programa Kibocube Encerra Inscrições Para Lançamento de Cubesats

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota da postada hoje (21/03) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que o Programa kibocube encerra inscrições para lançamento de cubesats.

Duda Falcão

Programa Kibocube Encerra Inscrições
Para Lançamento de Cubesats

Coordenação de Comunicação Social (CCS)


Brasília, 21 de março de 2016 – O programa de cooperação KiboCube encerra na próxima quinta-feira (31.03) as inscrições para seleção de projetos de nanossatélites. A iniciativa oferece às instituições de ensino e pesquisa de países em desenvolvimento a oportunidade de lançar em órbita baixa nanossatélites (CubeSats) a partir da Estação Espacial Internacional (ISS, sigla em inglês).

KiboCube é uma ação conjunta do Escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Exterior (Unoosa) e da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (Jaxa). A ação foi assinada em 8 de setembro do ano passado e os satélites selecionados serão lançados a partir do módulo japonês “Kibo”, em operação na ISS desde 2008. O módulo permite o lançamento de cubesats por meio de um sistema de vácuo (airlock system) e um braço robótico.

Simonetta Di Pippo, diretor da Unoosa, diz que “ao oferecer esta oportunidade sem precedentes as duas instituições estão elevando a consciência do papel que a ciência e a tecnologia espacial desempenham na promoção do desenvolvimento sustentável e contribuindo para a construção de capacidades nacionais em engenharia espacial, nas áreas de design e construção, motivando assim economias de espaço nas nações em desenvolvimento”.

O ministro japonês da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia, Hakubun Shimomura, ressalta: “Estou satisfeito de o Japão ser capaz de contribuir, por meio deste programa comum, para a abertura de novas oportunidades na utilização de espaço e ambiente que irá beneficiar mais países a partir da plataforma única Kibo”.

Mais informações na página:


A Agência Espacial Brasileira (AEB) já colocou em órbita a partir do módulo japonês Kibo dois nanossatélites, o AESP-14, desenvolvido por alunos do Instituto de Tecnologia da Aeronáutica (ITA), de São José dos Campos (SP), e o Serpens desenvolvido por um consórcio formado por universidades brasileiras e internacionais.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário