Temer Inaugura Parte de Centro em Brasília Que Irá Operar Satélites Geoestacionários

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria postada hoje (17/12) no site “G1” do globo.com, destacando que o presidente TEMER inaugurou hoje parte de centro em Brasília que irá operar o trambolho espacial francês SGDC-1 e outros Satélites Geoestacionários.

Duda Falcão

POLÍTICA

Temer Inaugura Parte de Centro em Brasília
Que Irá Operar Satélites Geoestacionários

Além do uso estratégico militar, o satélite principal do centro irá fornecer internet
a escolas públicas e unidades de saúde do programa Internet para Todos.

Por Fernanda Calgaro e Laís Lis, G1 — Brasília
17/12/2018 - 11h25
Atualizado há 4 horas

Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República
Michel Temer inaugura centro em Brasília que
irá operar satélites geoestacionários.

O presidente da República, Michel Temer, fez nesta segunda-feira (17) a inauguração parcial de um centro de controle em Brasília que irá operar e monitorar satélites geoestacionários de defesa e de internet banda larga lançados pelo Brasil.

O Centro de Operações Espaciais Principal (COPE-P) servirá de centro de controle para o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) e terá disponibilidade para atender outros satélites de baixa órbita.

Além do uso estratégico militar, o projeto SGDC irá fornecer internet a escolas públicas, unidades de saúde, postos de fronteira, áreas indígenas e quilombolas dentro do programa Internet para Todos.

O projeto também irá atender o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), incluindo áreas carentes e remotas.

A entrega parcial acontece a duas semanas do fim do mandato de Temer como presidente da República e, segundo ele, "essa espécie de inauguração de placa" representa "o momento culminante, o ápice dessa modernização" do seu governo.

"O momento culminante, o ápice dessa modernização, o momento em que eu posso dizer, em alto e bom som, o momento em que eu posso alardear por aí, e quero sugerir que todos nós possamos alardear o que está sendo feito pelo Ministério de Ciência e Tecnologia, pela Embratel [sic], pelo Ministério da Defesa e pelas Forças Armadas, é essa espécie de inauguração de placa que colocamos aqui do satélite geoestacionário, e, como foi dito aqui nessa tribuna, leva, entre outras coisas, banda larga para todo o país", afirmou Temer.

Em seu discurso, ele também listou medidas tomadas pelo seu governo que, segundo ele, representaram "grande avanço", como o teto de gastos, a reforma trabalhista e a do ensino médio.

Logo após encerrar seu discurso, Temer voltou ao microfone e disse que ainda estava em tempo de fazer uma correção: havia chamado a Telebras, estatal responsável pelo projeto, de Embratel, que cuida do setor de comunicações, provocando risos e aplausos entre os presentes.

Também participaram da cerimônia os ministros Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia) e Joaquim Silva e Luna (Defesa).

Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República
O presidente Michel Temer ao lado do presidente
da Telebras, Jarbas Valente, durante cerimônia de
entrega das obras de infraestrutura do Centro de
Operações Especiais, em Brasília.

Duas Etapas

Com um custo total de R$ 200 milhões, a obra está dividida em duas fases. A primeira é a parte operacional, que permitirá a migração dos equipamentos satelitais já em operação.

As áreas administrativas ainda não estão prontas e só deverão ser entregues em meados de 2019. Segundo a assessoria da Telebras, porém, isso não vai atrapalhar o início das operações via satélite.

São 14 mil m² de área construída, sendo 4,5 mil m² da parte técnico-operacional. Sustentável, o local tem aproveitamento racional de água e geração de energia solar.

O centro foi construído em uma área da Força Aérea Brasileira (FAB) em Brasília e atuará em coordenação com o Centro de Operações Espaciais Secundário (COPE-S) do Rio de Janeiro. Se houver alguma falha na operação em Brasília, a unidade fluminense ficará encarregada de operar e receber dados do satélite.

Homenagem

Ainda na manhã desta segunda-feira (17), em um cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer recebeu o título de Sócio Honorário da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF).

Durante a homenagem, Temer fez um discurso de balanço do seu governo e destacou a aprovação da reforma trabalhista e também da emenda constitucional que fixou um teto para o crescimento dos gastos públicos.

O presidente agradeceu a homenagem e disse que ela tem um fator emocional, já que seu pai abriu uma loja assim que chegou ao Brasil. A família do presidente é do Líbano e chegou ao Brasil em 1925.

Ministério da Justiça

Na tarde desta segunda-feira, Temer participou de uma solenidade para a entrega da Medalha Ordem do Mérito do Ministério da Justiça.

Criada em outubro passado, a honraria tem como objetivo homenagear cidadãos que se destacaram no exercício de sua profissão ou institucionais que contribuíram para o fortalecimento do MJ ou dos órgãos a ele vinculados.

Entre os agraciados estavam o presidente do Senado, Eunício Oliveira, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e a advogada-geral da União, Grace Mendonça.

Na cerimônia, o ministro da Justiça, Torquato Jardim, disse que a insígnia tinha como objetivo reconhecer o trabalho desde “os politicamente mais expostos ao anonimato das trincheiras”, em referência aos servidores que também foram homenageados.

Ele ressaltou que o evento foi o último do qual ele e Temer participam juntos antes do fim do mandato presidencial, em duas semanas, e fez elogios ao presidente, destacando o seu “compromisso inabalável para o cumprimento da Constituição”.

Temer não discursou na cerimônia.

Reportagem da TV NBR - 17/12/2018


Fonte: Site “G1” do globo.com – 17/12/2018

Comentário: Pois é não há mais o que dizer sobre este trambolho espacial francês, pois seja quem for (governo, militares, petistas, pemedebistas e as empresas envolvidas) ninguém irá reconhecer os erros cometidos neste projeto, até porque ninguém vai querer atrair uma auditoria que viesse mexer nesta muvuca. Portanto leitor, uma vez mais o país, sua segurança, sua soberania e seus recursos públicos foram colocados em cheque graças a cultura de uma classe politica corrupta e mal caráter. BRAZIL ZIL ZIL ZIL. Da Bahia eu envio minhas saudações a OTAN. Aproveitamos para agradecer ao nosso leitor Jahyr Jesus Brito pelo envio desta notícia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial