Definido o Lançamento do Satélite Brasileiro Amazonia-1

Caro leitor!

Segue abaixo a nota oficial postada ontem (11/12) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que como já havíamos informado anteriormente, foi definido pelo instituto o lançamento do Satélite Brasileiro Amazonia-1.

Duda Falcão

NOTÍCIA

Definido o Lançamento do
Satélite Brasileiro Amazonia-1

Por INPE
Publicado: Dez 11, 2018

São José dos Campos-SP, 11 de dezembro de 2018

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) concluiu o processo para a contratação dos serviços que colocarão em órbita o Amazonia-1, o primeiro satélite de observação da Terra integralmente projetado, montado e testado no Brasil. A empresa norte-americana Spaceflight Inc venceu a concorrência internacional e realizará o lançamento com o foguete PSLV (Polar Satellite Launch Vehicle), a partir de uma base na Índia, em 2020.

Primeiro sistema espacial de alta complexidade totalmente brasileiro, o Amazonia-1 está atualmente em fase de ensaios pré-lançamento no Laboratório de Integração e Testes (LIT) do INPE, em São José dos Campos (SP). Acompanhe aqui as atividades do Amazonia-1.

As imagens do satélite brasileiro serão usadas para observar e monitorar o desmatamento especialmente na região amazônica e, também, a diversificada vegetação e agricultura em todo o território nacional.

Com o Amazonia-1, o Brasil passa a dominar o ciclo completo de desenvolvimento deste tipo de satélite, desde o projeto até a integração e operação em órbita. O projeto impulsiona a indústria aeroespacial do Brasil, ao promover tecnologias 100% nacionais.

O lançamento do Amazonia-1 representa também a validação em voo da Plataforma Multimissão (PMM), que pode ser utilizada em diversas missões de satélites (meteorológicas, científicas e de sensoriamento remoto, entre outras). A reprodução da PMM para uso em missões futuras trará reduções significativas de prazos e custos nos próximos satélites.
Mais informações: www.inpe.br/amazonia-1


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentário: Pois é leitor, este parece ser os capítulos finais de uma novela iniciada ainda nos primórdios da MECB (inicio dos anos 80) quando esse satélite era chamado de Satélite de Sensoriamento Remoto 1 (SSR-1) sendo atualmente a maior novela em curso dentro do Programa Espacial Brasileiro (PEB). Infelizmente o satélite não é isso tudo que o INPE tenta propagar, já que devido aos diversos problemas de desenvolvimento que o projeto deste satélite e da PMM (Plataforma Multi-Missão) tiveram de enfrentar ao longo desse período, e de uma desastrosa gestão governamental de governos subsequentes sem o menor compromisso e seriedade, o Amazônia-1 envelheceu, e já nasce com a sua tecnologia defasada. Entretanto, é preciso aqui enaltecer leitor o trabalho dos profissionais envolvidos nestes projetos, já que diante de tanta baderna é um verdadeiro milagre da persistência este satélite está saindo finalmente. Além disso leitor, a esperança agora é que se tenha aprendido algo com toda esta situação e que o previsto Amazônia-2 possa ser desenvolvido com uma tecnologia mais inovadora e dentro do que se encontra atualmente no mercado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes