quarta-feira, 27 de julho de 2016

Aumento da Capacidade de Transferência de Dados Com EUA Amplia Possibilidade de Pesquisa e Estudo na Astronomia

Olá leitor!

Segue agora uma interessante notícia postada ontem (26/07) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) destacando que o aumento da Capacidade de Transferência de Dados com EUA amplia possibilidade de pesquisa e estudo na Astronomia.

Duda Falcão

NOTÍCIAS

Aumento da Capacidade de Transferência
de Dados Com EUA Amplia Possibilidade
de Pesquisa e Estudo na Astronomia

Dados estão no LineA, laboratório apoiado por institutos de pesquisa do MCTIC
que oferece suporte à participação brasileira em levantamentos astronômicos.

Por Ascom do MCTIC
Publicação: 26/07/2016 | 20:05
Última modificação: 26/07/2016 | 20:08

A agilidade na troca de informações, com uma taxa de transferência inédita de 2.2 gigabytes por segundo entre os Estados Unidos e o portal do Laboratório Interinstitucional e-Astronomia, garantirá aos pesquisadores brasileiros focados nos dados do projeto Sloan Digital Sky Survey capturar imagens e espectros de vastas regiões do céu para estudos em diferentes áreas da astronomia.

A distribuição dos dados é feita pelo LineA, um laboratório interinstitucional apoiado por três institutos de pesquisa ligados ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC): o Observatório Nacional (ON), o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). Criado em 2009, o LineA tem a finalidade de dar suporte à participação brasileira em levantamentos astronômicos gerando grandes volumes de dados com colaboração internacional.

No caso do uso da taxa de transferência de 2.2 Gb/s, esse resultado foi alcançado por meio da rede acadêmica brasileira, a Ipê, e da arquitetura de rede DMZ Científica (ou Science DMZ), que otimiza o tráfego entre instituições que precisam transferir, em redes de longa distância, grandes volumes de dados.

Visitas - O coordenador do LIneA, Luiz Nicolaci, ressalta a necessidade de integração entre Brasil e Estados Unidos para colaborações futuras em astronomia. O portal recebe anualmente mais de 5 mil visitas. A previsão é de que os últimos dados do Sloan Digital Sky Survey (SDSS) obtidos pelo LIneA sejam disponibilizados à comunidade acadêmica a partir de domingo (31).


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC)

Nenhum comentário:

Postar um comentário