Os 14 Magníficos Pioneiros do Programa Espacial Brasileiro

Olá leitor!

No dia 10 de junho de 1964 a portaria de “Nº S-48/GM3” do Ministério de Estado dos Negócios da Aeronáutica criava o “Grupo de Trabalho de Estudos e Projetos Especiais (GTEPE)” que viria a ser substituído no dia 02 de dezembro de 1966 pelo “Grupo Executivo e de Trabalho e Estudos de Projetos Espaciais (GETEPE) através da portaria de “Nº S-307/GM3”.

Como o objetivo do convênio entre o GTEPE e o “Conselho Nacional de  Atividades Espaciais (CNAE)”, era trazer para o Brasil o conhecimento necessário para montar, administrar e operar um Centro de Lançamento de Foguetes, desde julho de 1964, o Dr. Fernando de Mendonça (Diretor Científico da CNAE) já vinha mantendo contato com o Administrador dos Programas Internacionais da National Aeronautics na Space Administration (NASA) dos EUA, visando com isso o treinamento de uma equipe brasileira nas instalações da NASA.

Assim sendo, a partir de fevereiro de 1965, após os últimos acertos com a NASA, começaram a chegar aos EUA os primeiros dos 14 técnicos e pesquisadores brasileiros do GTEPE/CNAE (civis e militares), que a partir do dia 08 de março de 1965  e ao logo do ano de 1965 cumpririam um grande programa de treinamento que resultaria no final de agosto e no mês de dezembro do mesmo ano na “Operação SAFO” (primeira operação de lançamento de foguete realizada no Brasil), fruto de um convênio (memorando de entendimento)  entre a NASA e o CNAE relativo ao Projeto SAFO ( Sondagem Aeronômica com Foguetes) do CNAE que só seria estranhamente assinado após o inicio do treinamento do pessoal do GTEPE.

Em homenagem a esses 14 magníficos pioneiros que a serviço do GTEPE/CNAE e do Brasil cumpriram a sua missão com seriedade, compromisso e dinamismo e foram responsáveis pela formação de outras equipes de operação para o então Campo de Lançamento de Foguetes da Barreira do Inferno (CLFBI), atual Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), o blog “BRAZILAN SPACE” resolveu escrever esse artigo visando apresentar para os nossos leitores a primeira equipe brasileira capacitada pela NASA para montar, administrar e operar o primeiro campo de lançamento de foguetes do Brasil.

Equipe do GTEPE Treinada
nas Instalações da NASA em 1965

Membros Permanentes

Cel. Av. Moacyr Del Tedesco
(Diretor da Operação)
Ten. Cel. Av. Ivan Janvrot Miranda
(Radar e Segurança)
Ten. Cel. Av. Eng. Paulo Delvaux
(Estação de Telemetria)
Maj. Av. Eng. Pedro Ivo Seixas
(Carga Útil)

Membros Não Permanentes

Cap. Av. Eng. Heitor Borges Jr.
(Montagem e Lançamento e
Segurança de Plataforma)
Ten. Esp. Met. Ulisses Belcufiné
(Meteorologia)
Prim. Sarg. Alfredo Stalhberg
(Radar)
Seg. Sarg. Basilio Baranoff
(Radar)
Seg. Sarg. Tutomu Kasse
(Estação de Telemetria)
Eng. Júlio César Nogueira Neto
(Montagem e Lançamento)
Eng. Satoshi Yokota (Radar)
Seg. Sarg. Yoshihiro Tomita
(Estação Doppler) 

Equipe do CNAE Treinada
nas Instalações da NASA em 1965

* Eng. José Arildo M. Salgado
* Eng. Luiz Gylvan Meira Filho

Certificado de Treinamento distribuído pela NASA
Certificado do Ten. Cel. Av. Ivan Janvrot Miranda

Pois é leitor, esses foram os 14 pioneiros que deram o inicio as operações de lançamento de foguetes no Brasil, e consequentemente as atividades espaciais brasileiras, que apesar das grandes dificuldades financeiras enfrentadas pelo país, se desenvolveu dentro do possível pelo menos até o governo do ex-presidente José Sarney, quando então começou perder importância nos governos subsequentes, culminando no acidente do VLS-1 em 2003 e na atual situação de total descaso no governo DILMA ROUSSEFF.

Duda Falcão


Fonte: Livro "Os Primórdios da Atividade Espacial na Aeronáutica" - Ivan Janvrot Miranda

Comentários

  1. Num País que é tido e havido como "de memória curta", vale a pena registrar as atividades desses pioneiros.

    Pouco mais de dois meses depois da revolução de 64, que em muitos aspectos promoveu episódios obscuros, esses 14 Brasileiros, militares, civis, das origens genealógicas as mais diversas como é característica da nossa nação, jogaram um pouco de luz da ciência naquela época conturbada.

    É isso Duda, devemos sempre homenagear os pioneiros, pois são sempre eles que em suas respectivas épocas chegaram "onde nenhum homem jamais esteve".

    Muito legal.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial