GeoPantanal Oferece Oito Cursos de Geotecnologias

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (13/09) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que “4º Simpósio de Geotecnologias no Pantanal - GeoPantanal “ irá promover em outubro oito cursos de Geotecnologias.

Duda Falcão

GeoPantanal Oferece Oito
Cursos de Geotecnologias

Quinta-feira, 13 de Setembro de 2012

Para ampliar o conhecimento sobre a aplicação de geotecnologias, o 4º Simpósio de Geotecnologias no Pantanal - GeoPantanal  promove oito cursos sobre novas técnicas e ferramentas para o estudo de áreas úmidas. O evento é organizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Embrapa Informática Agropecuária, Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Os cursos serão ministrados nos dias 20 e 21 de outubro (sábado e domingo), das 8h às 18h, no campus de Bonito da UFMS (www.cpbo.ufms.br).

Os interessados poderão se inscrever por meio de uma única ficha de inscrição, tanto no curso quanto no simpósio, cuja programação se estende a 24 de outubro. Cada curso custa R$ 70,00 e tem um número limitado de vagas, que serão preenchidas pela ordem de chegada do comprovante de pagamento da inscrição na secretaria do evento. Devido à carga horária, de 16 horas, os interessados poderão fazer somente um curso.

Serão oferecidos os seguintes cursos:

Curso 1: Sensoriamento remoto aplicado aos estudos das mudanças ambientais fluviais no Pantanal (20 vagas)

Objetivo: Apresentar informações básicas sobre o sensoriamento remoto, em especial interpretação de imagem, que possibilitem aos profissionais e estudantes das várias áreas do conhecimento identificar mudanças ambientais ocorridas e em processo no Pantanal.

Curso 2: Uso do GPD no georeferenciamento de imóveis rurais (25 vagas)

Objetivo: Este curso tem como objetivo esclarecer e desmistificar o uso do sistema GNSS em especial o GPS, apresentando suas vantagens e limitações para utilização como ferramenta nos levantamentos exigidos pelo georreferenciamento de imóveis rurais no Brasil. Também busca orientar aqueles que ainda não possuem conhecimento pleno dessa tecnologia como aplicá-la em diferentes atividades, dentre elas entretenimento, navegação, sensoriamento remoto e meio ambiente.

Curso 3: Introdução ao uso do Spring (20 vagas)

Objetivo: Mostrar o modelo conceitual do Spring e as operações mais utilizadas em cada tipo de dado existente no sistema. Para tanto, o curso será composto de apresentações teóricas e exercícios. Na parte teórica serão abordados os principais conceitos em geoprocessamento, processamento de imagens e análise espacial utilizados em operações do Spring. Na parte prática, um conjunto de exercícios será proposto para que o usuário possa solidificar esses conceitos teóricos.

Curso 4: Análise Espacial de Dados Geográficos (vagas esgotadas)

Objetivo: Este minicurso objetiva apresentar algumas técnicas de análise espacial no contexto de estudos de geoprocessamento, incluindo: análise de padrões de distribuição de pontos, análise de padrões de área e modelagem por geoestatística. Tais técnicas fazem uso explícito da localização dos fenômenos e partem do princípio que “há algo especial com dados espaciais”, e que “o local faz a diferença”. O objetivo das técnicas de análise espacial é descrever os padrões existentes nos dados espaciais, estabelecendo preferencialmente de forma quantitativa os relacionamentos entre as diferentes variáveis geográficas e também na geração de novos cenários para fins de monitoramento, intervenção e outros.

Curso 5: Introdução ao Sensoriamento Remoto (20 vagas)

Obetivo: Propiciar aos participantes a oportunidade de obter conhecimentos básicos de sensoriamento remoto de forma a compreender como os dados de sensores são gerados e quais suas principais características (sensores passivos), além de compreender como diferentes alvos interagem com a energia incidente e que tipo de resposta espectral produz. Entender, também, como as informações temáticas podem ser extraídas das imagens através de diferentes métodos de interpretação e classificação.

Curso 6: Oficina TerraAmazon (20 vagas)

Objetivo: Apresentar o sistema, suas aplicações e principais procedimentos. O curso será composto de aulas interativas, com apresentações conceituais seguidas de atividades práticas em formato tutorial. Ao término do curso, o aluno deverá ser capaz de usar o TerraAmazon para criar uma base geográfica num banco TerraLIB/PostgreSQL/PostGIS, simulando um ambiente corporativo elaborado para manipulação, edição e classificação de dados vetoriais, com controle de acesso e de processo, além de extrair informações através de consultas por atributo. Serão utilizadas algumas funções do plugin PDI para manipulação de imagens.

Curso 7: Análise ambiental por geoprocessamento: uma proposta metodológica (20 vagas)

Objetivo: Demonstrar o uso do geoprocessamento como metodologia de pesquisa e análise ambiental, propondo procedimentos analíticos com o intuito de auxiliar na tomada de decisões e na resolução de questões inerentes ao meio ambiente, seja ele natural ou antrópico. O curso é baseado no livro “Sistemas de Informações Geográficas: uma proposta metodológica”, de J. Xavier-da-Silva e L. M. Carvalho Filho, publicado em 2003.

Curso 8: Tecnologia espacial na educação (100 vagas)

Objetivo: Disseminar a tecnologia espacial visando ao seu uso como conteúdo e recurso didático para a educação básica. Excepcionalmente a inscrição neste curso é R$ 45,00.

Mais informações sobre os temas, cursos e a programação preliminar do 4º GeoPantanal podem ser consultadas no endereço: http://www.geopantanal.cnptia.embrapa.br/2012


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022