Pesquisa de Fundo

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia publicada dia (08/06) no site do “Instituto CH - Ciência Hoje Online” destacando que cientistas do Brasil, Argentina, Chile e México irão criar o primeiro laboratório subterrâneo do hemisfério Sul.

Duda Falcão

Notícias/2011

Física

Pesquisa de Fundo

Cientistas de Brasil, Argentina, Chile e México se unem
para criar o primeiro laboratório subterrâneo do hemisfério Sul.
Estrutura deve ser construída sob a cordilheira dos Andes

Por: Célio Yano
Ciência Hoje On-line/ PR
Publicado em 08/06/2011
Atualizado em 08/06/2011

Ilustração do portal argentino de acesso ao laboratório Andes,
que será construído a uma profundidade de aproximadamente
1.750 metros na fronteira entre Chile e Argentina.
(imagem: Centro Atómico Bariloche, Argentina)

O primeiro laboratório subterrâneo do hemisfério Sul começa a ganhar forma. O Andes, como foi batizado, é iniciativa de um consórcio latino-americano formado por Brasil, Argentina, Chile e México, e, após alguns meses em fase ‘embrionária’, teve a primeira reunião para discussão de seu projeto no último mês de abril em Buenos Aires.

Os primeiros detalhes do laboratório foram apresentados na segunda-feira (06/06) pela física argentina Carla Bonifazi em simpósio realizado no Encontro de Física 2011, promovido pela Sociedade Brasileira de Física. O evento teve início no último domingo (05/06) e prossegue até sexta-feira (10/06) em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Segundo Bonifazi, do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o laboratório Andes será construído a uma profundidade de aproximadamente 1.750 metros, como uma espécie de anexo do túnel rodoviário Água Negra, que ligará Chile e Argentina e será escavado sob a cordilheira dos Andes.

O laboratório
Andes será
construído a uma
profundidade de
aproximadamente
1.750 metros, sob a
cordilheira dos
Andes

“Há dois tipos de laboratórios subterrâneos: em minas, como o SNOLab, do Canadá; e em túneis, como o Gran Sasso, da Itália”, disse a pesquisadora. “Enquanto os laboratórios em minas são mais simples de construir e expandir, é mais fácil acessar instalações em túneis.”

A construção do túnel Água Negra, onde o laboratório Andes deve ser instalado, está prevista em um acordo assinado em agosto de 2009 pela presidente da Argentina, Cristina Kirchner, e pelos então presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e do Chile, Michelle Bachelet.

Com uma extensão de 14 km, a galeria ligará a província de San Juan, na Argentina, à região de Coquimbo, no Chile, e foi planejada para propiciar ao Brasil e à Argentina uma nova rota para o mercado asiático. A licitação para a construção da passagem subterrânea deverá ser lançada em setembro deste ano, e a previsão é de que a obra esteja concluída até 2018.

Laboratório

Previsto para ser construído entre os quilômetros 3,5 e 5 do traçado do túnel Água Negra, o laboratório Andes terá entradas do lado argentino e chileno. No projeto foram desenhadas três grandes câmaras e um túnel linear para a instalação de um acelerador de partículas. 

Modelo tridimensional do laboratório Andes, com túneis de
passagem rodoviária (à esquerda) e de acesso às câmaras
para realização de pesquisas (à direita). Os dois primeiros
saguões (mais acima) teriam 20 m de largura, 20 m de altura
e 50 m de comprimento; o terceiro teria a forma de um
cilindro em pé, com diâmetro de 15 m e profundidade de 20 m.
(imagem: Centro Atómico Bariloche, Argentina)

Andes além de ser o nome da cordilheira que se estende por toda a costa ocidental da América do Sul – é um acrônimo para ‘Agua Negra Deep Experiment Site’ (em tradução livre, Estação Profunda de Experimentos Água Negra). Estima-se que os custos para a construção do laboratório cheguem a 10 milhões de dólares.

Laboratórios subterrâneos são essenciais para a realização de experimentos na área de física por estarem expostos a níveis baixíssimos de radiação cósmica. Essa radiação, proveniente do espaço, atinge constantemente a superfície terrestre. Estudos com neutrinos e matéria escura, por exemplo, só podem ser feitos algumas centenas de metros abaixo do solo.

Corte transversal que mostra a
estrutura interna (com quatro
andares) da segunda câmara de
pesquisas do laboratório Andes.
(imagem: Centro Atómico
Bariloche, Argentina)
“Hoje sabemos que a matéria escura representa 24% do universo e que outros 72% são constituídos por energia escura, mas pouco se sabe sobre esses conceitos”, disse Bonifazi. Estudos de geociências e de biologia também podem ser conduzidos debaixo da terra.

Em todo o mundo existem 10 laboratórios subterrâneos: cinco na Europa, quatro nos Estados Unidos e um no Japão. “A vantagem de um laboratório subterrâneo no hemisfério Sul é que teríamos diferentes modulações induzidas pelo clima”, explicou Bonifazi.

A construção do túnel Água Negra veio em boa hora para os cientistas da região, que viram no projeto a melhor oportunidade de inaugurar um laboratório subterrâneo no hemisfério Sul. Além de pesquisadores do Brasil, Argentina e Chile, grupos de pesquisa de países como México, França, Itália, Rússia e Estados Unidos também manifestaram apoio à iniciativa. Autoridades brasileiras e argentinas consultadas pelo consórcio de pesquisadores também se mostraram favoráveis à idéia.

Entre os dias 27 e 29 deste mês será realizado no Rio de Janeiro o segundo encontro internacional para discutir o projeto do laboratório Andes. O físico Ronald Shellard, do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, é o representante brasileiro no comitê organizador do evento.


Fonte: Site do “Instituto CH – Ciência Hoje Online” - http://cienciahoje.uol.com.br/

Comentário: Muito interessante essa notícia e se o projeto realmente sair do papel será muito bom para todas as áreas da física Brasileira, ai incluída, acredito eu, a Astrofísica. Gostaríamos de agradecer de público ao leitor "SantaCatarinaBR" pelo envio dessa notícia.

Comentários

  1. Há muito que se esperava um empreendimento desses. Demorou, mas está está chegando...

    Ufa! Finalmente!

    ResponderExcluir
  2. Pois é Antônio,

    Mas precisa sair do papel. Por enquanto é só planos e dependerá ainda da atitude dos governos envolvidos.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes