IAI Discute Novos e Atuais Projetos

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (22/06) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que o Instituto Interamericano para Pesquisa em Mudanças Globais (IAI) realizou em Assunção (PAR) as reuniões anuais do Conselho Executivo (CE) e a 18ª Conferência das Partes (CoP).

Duda Falcão

IAI Discute Novos e Atuais Projetos

22/06/2011

O Instituto Interamericano para Pesquisas em Mudanças Globais (IAI) realizou em Assunção, Paraguai, de 14 a 17 de junho, as reuniões anuais do Conselho Executivo (CE) e a 18ª Conferência das Partes (CoP). Dezenove países integram o IAI, sendo que o Brasil é representado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia.

“O CE é composto por nove representantes de países membros: Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Cuba, México, Paraguai e Estados Unidos. Cada um dos representantes é eleito pela CoP para um mandato de dois anos e tem duas tarefas: desenvolver recomendações de políticas para submissão e aprovação pela CoP e garantir que as políticas adotadas pela CoP sejam implementadas pela Diretoria do IAI”, explica a Dra. Maria Virgínia Alves, chefe de gabinete do INPE e representante do Brasil nas reuniões.

Da CoP, além dos países integrantes do CE, participam também Bolívia, Costa Rica, Equador, Guatemala, Jamaica, Panamá, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Durante a reunião foi apresentado documento com o perfil do relacionamento do Brasil com o IAI (disponível aqui), bem como uma breve descrição dos projetos financiados pelo Instituto que envolvem o Brasil (disponível aqui).

“Vale observar que, na relação de projetos financiados pelo IAI, atualmente nenhum deles é coordenado por pesquisadores do INPE. E uma grande parte de projetos dos quais participam pesquisadores brasileiros tem por coordenadores pesquisadores de outros países”, destaca a Dra. Maria Virgínia Alves. “Em breve serão apresentados editais para submissão de projetos no âmbito do Programa da Rede Cooperativa de Pesquisa III (CRN III). É importante que os pesquisadores brasileiros estejam atentos e participem”.

Agenda

Durante a 31ª reunião do CE foram discutidos os encaminhamentos a serem feitos para a 18ª CoP. No início da reunião, representantes dos Estados Unidos, Paraguai, país anfitrião, e Brasil foram escolhidos para a mesa diretora da 18ª CoP, que discutiu a aprovação da ata da 17ª CoP e contou com apresentações de cada uma das Partes relativas aos avanços feitos nas questões de mudanças globais e também a de alguns órgãos observadores presentes.

A agenda da reunião contemplou a aprovação das atividades e financiamento do IAI para o ano 2010-2011; relatório das atividades da Diretoria e do CE; definição da contribuição anual das Partes, que foi mantida a mesma do período 2009-2010; apresentação e aprovação do Planejamento Estratégico para o IAI e de uma nova metodologia para escolha de sua sede, além da apresentação do relatório das atividades do Comitê de Assessoramento Científico (SAC) e eleição de quatro membros – entre eles, o Dr. José Marengo, do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do INPE.

Sede

O governo brasileiro ratificou em 1993 o Acordo Constitutivo do IAI, que desde 1996 está sediado no campus do INPE, em São José dos Campos (SP). Após 15 anos instalado no Brasil, a Diretoria do IAI enviou um comunicado aos países membros, em 27 de janeiro de 2011, relatando suas dificuldades de operação no país e convidando todos os membros, inclusive o Brasil, a apresentar propostas para sediar sua Diretoria.

As propostas, a ser enviadas até 15 de novembro, devem incluir todos os itens previstos num acordo para sediar uma instituição internacional, conforme acordado na 32ª reunião do CE. Todos os países membros receberão comunicação detalhada sobre este tema, que será definido em reunião extraordinária, nos Estados Unidos, em fevereiro de 2012.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial