quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

O Jornalista Salvador Nogueira e o Ufólogo Ademar Gevaerd Participam de Debate Sobre Ufologia na TV Folha

Olá leitor!

Trago agora para você o link de um interessante debate sobre UFOLOGIA realizada pelo jornalista Ricardo Mioto (editor de Ciências da TV FOLHA do Jornal Folha de São Paulo) com o conhecidíssimo jornalista Salvador Nogueira e o ufólogo Ademar José Gevaerd (editor da Revista UFO) publicado que foi no site do jornal dia 19/12.


Bom leitor eu acabei de ver todo este debate de 1 hora e 26 minutos aproximadamente e gostaria de fazer algumas considerações:

Caro jornalista Ricardo Mioto, devo dizer-lhe que não gostei de sua postura como condutor do debate quando em alguns momentos participou indiretamente das provocações e do deboche conduzido pelo jornalista Salvador Nogueira sobre algumas das declarações do ufólogo Ademar Gevaerd. Você como condutor do debate (mediador) deveria manter-se imparcial e não foi assim que procedeu, e isto fica muito claro até mesmo em sua linguagem corporal.

Caro Salvador Nogueira, estou decepcionado contigo. Eu até entendo a sua busca em defender o raciocínio lógico e o método científico e compartilho dele. Entretanto, me parece que quando você diz não descartar a possibilidade de estamos sendo visitados por civilizações alienígenas por não existir nada na Física que comprove a impossibilidade disto, como vem dizendo o irresponsável astrônomo Marcelo Gleiser, me desculpe a minha sinceridade, mas me parece que na realidade (com se diz na gíria) você está querendo ficar de bem com a galera. Se não vejamos: Durante o debate você citou que os casos da Noite dos UFOS e a Operação Prato eram realmente intrigantes e esquisitos. Em dado momento quando citou a Operação Prato deu a entender que as fotos e os relatos dos militares provavelmente seriam sobre eventos atmosféricos desconhecidos (o que por si só já seria bastante improvável de acontecer subsequentemente num mesmo local durante um período grande como ocorreu) e quando o ufólogo Gevaerd rebatendo a sua teoria lembrou que em um dos encontros os militares viram uma nave gigantesca sobrevoar em baixa altitude o acampamento deles você deu entender que eles estivessem mentindo, apesar de já ter considerado o caso bastante intrigante. Dito de outra forma para que o nosso leitor possa compreender, quando a foto apresentada do caso era sobre uma luz muito alta no céu você aceita como sendo algo intrigante e muito provavelmente um fenômeno atmosférico desconhecido, mas quando o relato dos mesmos militares foi sobre o ocorrido com o disco gigantesco voando baixo sobre o acampamento deles, você deixa entender que  eles estavam mentindo. Ora Salvador, faça-me uma garapa. Salvador, seja coerente, saia do muro. Mesmo que seja para seguir o irresponsável do Marcelo Gleiser. Ou então, siga o que você diz defender em relação ao método científico e vá pesquisar junto com o Gevaerd. Quem sabe assim você consiga as provas para sustentar a sua incredulidade disfarçada.

Caro Prof. Ademar Gevaerd, admiro a sua coragem e determinação em defender o que acredita durante tantos anos e particularmente como o senhor, acredito também na casuística ufológica tendo inclusive vivenciado um desses fenômenos quando garoto na região de Feira de Santana, na Bahia. Sua dedicação e de seus companheiros no estudo do fenômeno é algo de se admirar e quem sabe um dia possa me juntar a vocês nesta luta. Neste debate a sua postura foi exemplar, principalmente nos momento de deboche e devo parabenizar-lhe pela forma como se saiu no mesmo. Confesso-lhe que apesar de ser um daqueles que defendem estarmos sendo visitados por civilizações alienígenas, não creio ainda na crença de estarmos sendo visitados por inúmeras civilizações como o senhor disse, isto não me parece plausível, talvez mais de duas civilizações e menos de cinco seja mais plausível, sejam elas intraterrenas, do futuro ou mesmo extraterrestres. Enfim... continue realizando o seu trabalho e sucesso.


Fonte: Site da TV Folha do Jornal Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário