sexta-feira, 29 de maio de 2015

Grupo de Trabalho Divulga Previsão Climática Para Três Meses

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (29/05) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que Grupo de Trabalho divulga Previsão Climática para três meses.

Duda Falcão

Grupo de Trabalho Divulga Previsão
Climática Para Três Meses

MCTI


Brasília, 29 de maio de 2015  A previsão do clima para os meses de junho, julho e agosto é de chuva abaixo da média para uma faixa que se estende do norte da Região Norte ao noroeste do Maranhão. Já para o oeste do Amazonas, a previsão aponta maior probabilidade de chuva acima da média. De acordo com o estudo, isso ocorre em função da atuação do fenômeno El Niño.

O documento ressalta o estabelecimento do período de estiagem na grande área central do país, ao longo do trimestre. Os dados são do Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal (GTPCS) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), que se reuniu, na quarta-feira (27), no Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP).

Para o leste da Região Nordeste, que se encontra no seu período mais chuvoso, a previsão indica maior probabilidade das chuvas ocorrerem dentro da média no período. No Sul, o relatório mostra que há probabilidade de incidência de chuva acima da média.

Com relação às temperaturas, o relatório mostra níveis acima dos valores normais para maior parte do país. As incursões de massas de ar frio devem se tornar mais frequentes a partir de junho, podendo causar acentuado declínio de temperatura e ocorrência de geada em regiões serranas, especialmente sobre o centro-sul.

Participam do grupo de trabalho, instituído pelo MCTI em novembro de 2013, as principais lideranças na área de previsão climática do Brasil. Entre eles, estão pesquisadores do CPTec e do Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) do INPE, do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) e do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA).

A cada mês os especialistas se reúnem para traçar prognósticos para o trimestre seguinte. O objetivo é dar subsídios aos tomadores de decisões sobre o cenário climático que se aproxima.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário