Acordo Brasil-Rússia Publicado no Diário Oficial da União


Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (23/07) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) sobre a publicação do acordo de cooperação espacial entre o Brasil e a Rússia no Diário Oficial da União.

Duda Falcão

Acordo de Cooperação Espacial Entre
Brasil e Rússia é Publicado no Diário Oficial

Coordenação de Comunicação Social/AEB
23-07-2009

Em 20 de julho de 2009 foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) o “Acordo entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da Federação da Rússia sobre proteção mútua de tecnologia associada à cooperação na exploração e uso do espaço exterior para fins pacíficos”.

O acordo tem a finalidade de estabelecer relações de cooperação para a proteção de tecnologia relacionada à implementação de programas e projetos conjuntos no campo da exploração e uso do espaço exterior para fins pacíficos. Segundo o chefe de assessoria de Cooperação Internacional da Agência Espacial Brasileira, embaixador Carlos José Campelo, o acordo é recíproco, abrangente e essencial para avançar na cooperação entre os dois países.

A relação Brasil-Rússia na área espacial é antiga e sempre foi amigável. Em 1988 foi assinado o primeiro acordo entre os países. O protocolo previa a cooperação no campo da pesquisa espacial e da utilização do espaço para fins pacíficos. Desde então, outros seis documentos foram assinados fortalecendo, assim, a relação entre os dois países.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Essa é uma grande notícia para o PEB, pois segundo o Relatório Gestor de 2008 da AEB, havia um empecilho para que o primeiro vôo tecnológico do VLS-1 fosse realizado em dezembro de 2010, devido aos problemas relativos à finalização do contrato de consultoria com empresa da Federação Russa, que está pendente, já que ainda não havia sido promulgado pelo lado brasileiro esse Acordo de Salvaguardas Tecnológicas com a Rússia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial