Medalhistas Olímpicos de Astronomia e Astrofísica Visitam Estande da AEB na SNTC

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (23/10) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que os medalhistas da Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA) realizada em agosto na Grécia, visitaram ontem o estande da AEB na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), em Brasília.

Duda Falcão

Medalhistas Olímpicos de Astronomia
e Astrofísica Visitam Estande da AEB

Coordenação de Comunicação Social/AEB


Brasília 23 de Outubro de 2013 - A equipe brasileira que conquistou cinco medalhas na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica, em agosto último, na Grécia, visitou, nesta terça-feira (22), o estande da Agência Espacial Brasileira (AEB) no pavilhão que abriga as atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), em Brasília (DF).

Após participarem da abertura oficial da 10ª edição da Semana os estudantes Daniel Mitsutani e Luís Fernando Valle, ambos de São Paulo e medalhistas de prata, e Fábio Kenji Arai e Allan dos Santos Costa, os dois também paulistas, e Larissa Fernandes de Aquino, de Pernambuco, ganhadores de medalhas de bronze, foram recebidos pelo presidente da AEB, José Raimundo Braga Coelho.

Ele parabenizou o desempenho dos estudantes na competição e se disse orgulhoso em receber a visita da equipe no estande da Agência. “E muito importante recepcionar jovens interessados pelos estudos espaciais. São exemplos como o de vocês que nos ajudam a despertar cada vez mais nas pessoas o interesse pela astronomia”. O presidente desejou ainda que o empenho dos jovens “seja motivo de inspiração e estímulo para outros estudantes ingressarem na área cientifica”.

A estudante Larissa Fernandes de Aquino, de 18 anos, pretende iniciar o curso superior de Física em 2014. Ela disse ser seu objetivo dar continuidade aos estudos na área espacial. “Sempre tive bastante interesse em temas relacionados ao espaço. Participar de competições como a olimpíada internacional de astronomia e astrofísica e iniciar a faculdade de Física é apenas o começo da carreira que quero seguir”, destacou a estudante.

Antes de participarem da olimpíada internacional, os candidatos precisaram obter excelente pontuação na prova da Olimpíada Brasileira de Astronomia e de Astronáutica (OBA). Também foi preciso participar de etapas seletivas e conquistar boa classificação. Depois de todo esse processo, os finalistas ainda passaram por um treinamento intensivo com astrônomos profissionais. A próxima edição da competição internacional está prevista para ocorrer em agosto do próximo ano na cidade de Suceava, na Romênia.


Fonte: Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial