Custo da Nova Base Brasileira na Antártida Sobe Para R$ 110 Milhões

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria postado dia (10/10) no site do jornal “Folha de São Paulo” destacando que o custo da nova base brasileira na Antártida subiu para R$ 110 milhões.

Duda Falcão

CIÊNCIA

Custo da Nova Base Brasileira na
Antártida Sobe Para R$ 110 Milhões

MARIANA SALLOWICZ
DO RIO
10/10/2013 - 18h43

O projeto executivo para reconstrução da Estação Comandante Ferraz, base de pesquisa científica brasileira na Antártida, teve o custo estimado revisado para R$ 110 milhões --em maio, o gasto previsto era de R$ 72 milhões.

A cerimônia de entrega ocorreu nesta quinta-feira (10) no Rio, com a presença de autoridades da Marinha, do governo e representante do Estúdio 41 Arquitetura. A estação foi destruída por um incêndio, em fevereiro do ano passado, que deixou dois mortos e um ferido.

Também houve mudança na data de lançamento da pedra fundamental, que estava programado para novembro. Agora, a previsão é março de 2014. Apesar disso, o comandante da Marinha, Julio Soares de Moura Neto, afirma que a inauguração da estação está mantida para 2015.

Concepção artística da nova base brasileira na Antártida.

Segundo ele, os custos foram revisados diante da valorização cambial dos últimos meses. Grande parte dos equipamentos e instrumentos da estação são importados.

"Nós não temos ainda certeza absoluta de quanto vai custar, vai depender do processo licitatório. Estamos avaliando que vai custar em torno de 40 milhões de euros [cerca de R$ 118 milhões]".

Para a previsão, foi levada em conta outra estação construída no local recentemente pela Espanha.

A coordenadora geral para o mar e Antártica do Ministério da Ciência e Tecnologia, Janice Duhá, disse que também foram feitas melhorias nos padrões dos instrumentos. "Hoje, nós discutimos, por exemplo, a necessidade de ter uma câmara hiperbárica, que nos permite fazer mergulho na região Antártica. São pequenos pontos que nós adicionamos à curva do custo final da estação."

Atualmente, estão sendo desenvolvidos no local, que conta com uma estrutura provisória, 29 projetos científicos.

CRONOGRAMA

De acordo com Soares, será lançado na segunda quinzena deste mês o edital para construção da estação. Em dezembro deste ano e em janeiro de 2014 será feito o levantamento geotécnico do solo onde será construída a estação.

Já entre março e outubro ocorrerá a construção de módulos e será realizada a pré-montagem. Já entre março e outubro ocorrerá a construção de módulos e será realizada a pré-montagem. Por último, de novembro de 2014 a março de 2015 ocorrerá o transporte dos módulos e equipamentos para a Antártica e será feita a construção da estação. Nesse mês, está prevista a inauguração.

O arquiteto Fábio Henrique Faria, do Estúdio 41, diz que foram revisados pontos do projeto, anunciado no início do ano. Uma das mudanças é no número de laboratórios, que caiu de 19 para 14. "Alguns foram unificados com outros porque tinham áreas muito restritas".

O edifício principal terá cerca de 4,5 mil metros quadrados, com 32 camarotes (dormitórios) e possibilidade de receber 64 pessoas. Há ainda sete unidades isoladas, que são estruturas com cerca de 60 metros quadrados dispostas em pontos próximos à construção, O trabalho foi escolhido por meio de concurso público.

Projeto para reconstrução da base antártica prevê
lados envidraçados para aproveitar luz natural.
Complexo terá refeitório e espaço de convivência. 
O edifício principal terá cerca de 4,5 mil metros
quadrados, com 32 dormitórios.
Concepção artística da biblioteca da estação.
Perspectiva do setor de saúde do novo complexo.
Projeto de um dos laboratórios da base, que
deverão abrigar pesquisas sobre temas como
aquecimento global e biologia marinha.


Fonte: Jornal “Folha de São Paulo” - 10/10/2013

Comentários

  1. Bom, gastar 110 milhões na base da Antártida, não acho nada de mais. Se considerarmos que gastaram mais de um BILHÃO para uma reforminha no Maracanã, que não vai dar retorno nenhum, 110 milhões para essa base, chega a ser ridículo.

    Não que não seja preciso fiscalizar, mas se considerarmos que o Atletico Mineiro por exemplo já demonstrou ser muito mais interessante jogar no Independência do que no "reformado" Mineirão, e pelo Brasil a fora deve ser a mesma coisa, esses estádios padrão FIFA são verdadeiros elefantes brancos. Esse é o "legado" que esse "governo" vai nos deixar nesse infeliz evento.

    E dizem que o gigante acordou. Eu acho que não. Tem gente pagando pra entrar nesses estádios.

    A cara de pau desses políticos é insuperável. Aqui no Rio por exemplo, a prefeitura fez uma campanha forte para demolir um viaduto que cruza toda a área portuária. Muita gente foi contra, mas foram "voto vencido". Logo no início das obras "sumiram" 6 vigas de 40 metros de comprimento pesando 20 toneladas cada uma feitas de um aço especial com valor altíssimo no mercado de sucata. Quando questionado a respeito, sabem qual foi a reasposta do nosso prefeito? INACREDITÁVEL.

    E assim vamos seguindo. Acreditando no inacreditável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estimado Ricardo,

      No considere este proyecto un gasto, sino una inversión.

      Saludos cordiales

      Excluir
    2. Sem dúvida, gastos em ciência e tecnolgia, são investimentos. Despesas são esses gastos absurdos com estádios de futebol que só servem aos interesses de uns poucos.

      Só falta o nosso "governo" entender isso.

      Excluir
    3. Folgo em voltar a vê-lo Marcos!

      Excluir
    4. As vezes não aguento e tenho que me manifestar...

      Excluir
    5. E suas manifestações serão sempre bem vindas Marcos, pois colaboram e muito para ajudar a esclarecer a verdade não só sobre o nosso PEB, como também a situação política desastrosa que estamos vivendo atualmente em nosso país. Sinta-se a vontade para manisfestar suas opiniões quando assim você achar pertinente, tá ok amigo?

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  2. Interesante proyecto. Ojala Brasil pueda concretarlo en breve y disponer así de estas facilidades de investigación con la última tecnología.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial