CLA Realiza Experimentos Sobre Dados Meteorológicos


Olá leitor!

Segue uma notícia postada hoje (24/02) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que entre os dias 01 e 20 de março o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) realizará um conjunto de experimentos denominado “CHUVA”, que será liderado pela NASA e pela Agencia Espacial Japonesa (JAXA).

Duda Falcão

Experimentos Sobre Dados Meteorológicos no CLA

Coordenação de Comunicação Social/ AEB
24-02-2010

Entre os dias 1º e 20 de março de 2010 ocorrerá, no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, um conjunto de experimentos denominado Chuva. Liderado pelas agências espaciais dos Estados Unidos (Nasa) e do Japão (Jaxa), os testes visam a validação de solo de dados meteorológicos que serão colhidos por satélites ainda em desenvolvimento. Os testes fazem parte do projeto Medição Global de Precipitação (GPM, sigla em inglês), que pretende tornar possível a medição de chuva em uma região por meio de dados colhidos por satélites.

O projeto GPM prevê uma constelação de satélites desenvolvidos pelas agências espaciais dos Estados Unidos (Nasa), Japão (Jaxa) e Europa (ESA). O Brasil participará com um dos satélites, que utilizará a Plataforma Multimissão, e poderá ter participação francesa em um dos instrumentos científicos a bordo.

Cabe à Agência Espacial Brasileira (AEB) coordenar as atividades do Chuva, assegurar livre acesso aos dados coletados, manter um responsável por receber e avaliar os dados e, ao final, elaborar um relatório técnico. A participação brasileira como protagonistas do programa no experimento é importante pelo conjunto de dados o país receberá ter quando a constelação estiver em órbita.

Há chuvas constantes em Alcântara nesta época do ano e as nuvens da cidade são de topo quente (com temperaturas até 0º Celcius), por isso foi escolhida para os experimentos. As nuvens de topo frio (Com temperaturas até – 70º C)não são estudadas no experimento por serem de mais fácil acesso e já existirem dados sobre elas.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Grande notícia relacionada com o programa GPM no Brasil e também com o satélite GPM-Br que se encontra em fase de definição e que utilizará a Plataforma Multimissão (PMM) que já está em fase final de desenvolvimento. Interessante notar que segundo a notícia esse satélite poderá contar com a participação francesa em um dos instrumentos científicos do mesmo, o que não será surpresa, caso se concretize, devido à grande aproximação que o Brasil vem tendo com a França nos últimos dois anos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022