O NTA e a Falta de Visão da AEB - Acorda Brasil

Olá leitor!

Temos defendido aqui no blog de que o “Programa AEB Escola” da Agência Espacial Brasileira (AEB), a “Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA)” (também realizada pela AEB em parceria com a Sociedade Astronômica Brasileira (SAB)) a Jornada Espacial e tanto outros similares, apesar de serem louváveis como iniciativa, devem ser aprimorados e ampliados os seus objetivos, modestos e de pouco resultado prático tanto para o PEB, como para os próprios participantes.

Para um garoto que está tendo seu primeiro contato com essa área, realmente deve ser interessante aprender como funciona um foguete de água ou a ar comprimido, desenvolvê-lo e lançá-lo, além de conhecer instalações e personalidades do PEB, como o astronauta Marcos Pontes. Porém, passada essa primeira experiência esse deslumbre deixa de existir e surge naqueles mais interessados a pergunta: E agora, qual é a nova meta? É ai que os eventos da AEB falha terrivelmente, não dando seqüência ao interesse despertado nesses jovens e futuros profissionais.

Pensando nisso, os americanos criaram a mais de 30 anos os eventos chamados “Spacecamps”, tanto para jovens alunos do ensino médio, secundário e universitário, onde esse jovens são estimulados a criar, desenvolver e coordenar projetos em diversas áreas como Astronáutica, Robótica, Astronomia, pesquisas em Ciências Espaciais, dentre outros e que devido ao seu grande sucesso passou a ser o modelo adotado em todo mundo.

Ops, em todo mundo não, o Brasil ainda não adotou esse modelo devido à falta de visão dos homens que comandam a nossa agência espacial, que teimam em insistir no modelo criado por eles que é ineficiente devido ao que já foi abordado acima.

Porém, iniciativas como a do Núcleo Tecnológico do Agreste (NTA) de Bezerros (PE), mesmo não tendo os recursos que a AEB dispõe, vêm tentando mudar essa situação no Nordeste realizando cursos itinerantes nas escolas da região nas áreas de foguetes e de balões estratosféricos, com o crucial apoio do Prof. José Félix Santana da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), da Drª Rosaly Lopes, prestigiada cientista brasileira do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA, entre outros parceiros.

Segundo o coordenador do NTA, Prof. Marcos Luna, falta também no Brasil o que é comum na Argentina, onde toda cidade tem uma escola de foguetes experimentais, e com isto o jovem desde cedo começa a gostar da área Aeroespacial construindo seus próprios foguetes.

O NTA atende em seus cursos itinerantes alunos 1º 2º 3º Graus com a presença sempre constante da cientista Rosaly Lopes, que vem duas vezes por ano ao Brasil visitar os alunos e escolas que participam do projeto do NTA. Vale lembrar leitor que o acompanhamento desse projeto também é feito pela Dra. Rosaly, através de palestras realizadas diretamente do JPL da NASA.

Acredito leitor que é desnecessário dizer que mesmo que em alguns casos se use materiais recicláveis na construção de alguns foguetes pelos alunos, o combustível utilizado nesses engenhos está longe de ser a água ou o ar comprimido que são amplamente utilizados nos eventos da AEB.

Vale lembrar também leitor que o NTA inaugurou em 2007 a segunda base de foguetes experimentais do Brasil (veja a nota "Base para Lançamento de Foguetes Drª Rosaly Lopes") e é onde são colocados a prova os foguetes e balões desenvolvidos pelos alunos.

Abaixo segue algumas fotos do grande trabalho que o NTA vem realizando com o seu projeto itinerante, um vídeo do lançamento do foguete “Leão NORTE II” que foi feito pelos alunos com material recicláveis e lançado com sucesso da “Base de Foguetes Experimentais Coronel Marcos C. Pontes” (primeira base de foguetes experimentais do país), que fica em Brotas (SP).

Com o sucesso do lançamento do foguete, o mesmo foi apelidado pelos paulistas de “Mial do Norte II” e o NTA foi agraciado com um documento de agradecimento pela sua participação pelo Centro de Estudo do Universo (CEU), instituição responsável pela base, documento esse que também segue abaixo.

Duda Falcão

Video do Lançamento do Foguete
Leão NORTE II em Brotas (SP)

Obs: O vídeo não tem boa qualidade (deve ter sido filmado por celular) e como o mesmo foi feito por jovens a empolgação pelo sucesso do lançamento vai um pouco além dos limites.

Foguete Leão NORTE II

A Equipe em Brotas (SP)

Documento do CEU
(click na foto para aumentar)

Drª Rosaly Lopes com alunos

Professor Marcos Luna com alunos

Drª Rosaly Lopes, Prof. José Félix Santana
e Prof. Marcos Luna na Base Drª Rosaly Lopes

Prof. José Félix Santana com alunos
na Base Drª Rosaly Lopes

Drª Rosaly Lopes e o Prof. Marcos Luna
na Base com alunos

Alunos no abrigo de observação
da Base Drª Rosaly Lopes

Alunos em Frente da Torre de Lançamento da
Base Drª Rosaly Lopes

Alunos em Frente da Torre de Lançamento da
Base Drª Rosaly Lopes


Fonte: Núcleo de Tecnologia do Agreste - NTA

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial