Operação FogTrein I Conclui Hoje suas Atividades no CLA


Olá leitor!

Uma vez mais com o apoio do leitor maranhense Edvaldo Coqueiro, segue abaixo uma notícia postada hoje (13/08) no jornal “O Estado do Maranhão” sobre o lançamento do segundo foguete da "Operação FogTrein I" que esta ocorrendo no Centro de Lançamento de Alcântara.

Duda Falcão

CLA Lança Hoje mais um Foguete de Testes

Operação de lançamento está prevista para acontecer às 10h45 e servirá para
testar sistemas operacionais, recursos humanos e as potencialidades do FTB

Prossegue hoje no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) a Operação FogTrein I, com o lançamento, às 10h45, de um Foguete de Treinamento Básico (FTB), com características de pequeno porte. A operação vai testar os sistemas operacionais, recursos humanos e ainda as potencialidades do protótipo que está sendo desenvolvido pela empresa brasileira Avibrás com tecnologia 90% nacional.

Foguete na Plataforma do CLA para ser
Lançado na Manhã de hoje
(Foto: Biaman Prado)

O primeiro lançamento, que aconteceu na tarde de segunda- feira, foi considerado um sucesso. A operação envolve cerca de 60 pessoas que integram a corporação do Centro de Lançamento de Alcântara e do Centro de Lançamento de Barreira do Inferno (CLBI) e Agência Espacial Brasileira. Para cada lançamento, é realizada uma cronologia de quatro horas de duração que serve para testar 90 procedimentos.

As condições favoráveis para o lançamento hoje são de ventos de superfície igual ou menor de 10m/s e chuvas moderadas menor ou igual a 10mm/h. Nesse vôo, o foguete levará carga útil científica, apenas tecnológica, além de instrumentos para acompanhamento das estações de telemedidas, preparando, assim, as equipes para os próximos lançamentos.

Mais

Cerca de R$ 70 mil custa cada foguete, que é mono-estágio, não guiado, com 3,05m de comprimento, pesando 67,8Kgf incluindo 20,7Kgf de carga útil. Seu motor propulsor é carregado com propelente sólido (combustível sólido), com uma fase de decolagem de 4 segundos, alcançando mais de 30km de altura e caindo em alto mar a mais de 16km da costa

De acordo com técnicos do CLA, o sucesso desses lançamentos significa o resultado do desenvolvimento de tecnologia aeroespacial brasileira e da indústria do setor espacial no Brasil. Os foguetes desenvolvidos no Brasil são os primeiros da família FTB. Para este ano, existe a previsão de lançamento de um foguete da categoria médio porte. Em 2010, deverá ser lançado um foguete de treinamento básico classificado como avançado.

Convênio - A governadora Roseana Sarney, o ministro de Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, e o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Ganem, participam, hoje, às 13h, no Palácio dos Leões, da solenidade de assinatura do termo de convênio para a restauração da estrada entre o povoado de Cujupe e o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).

O trecho a ser restaurado tem aproximadamente 58 km, sendo 11 km entre o Terminal Hidroviário de Cujupe e a MA-106 e cerca de 47 km na MA-106, até a sede do município de Alcântara.

As obras fazem parte do Tratado Brasil-Ucrânia para o lançamento do foguete Cyclone-4 a partir do CLA. Os investimentos são da ordem de R$ 33 milhões.

O secretário Max Barros explicou que, além da recuperação do asfalto, o projeto prevê redimensionamento da via e reforço da estrutura. Ele considera as intervenções necessárias para garantir segurança ao transporte de maquinário pesado destinado ao lançamento do foguete.

"Vamos restaurar, redimensionar e reforçar o asfalto neste trecho. Isso porque, para o lançamento do Cyclone-4, será necessário o transporte de peças muito pesadas até o CLA. Em condições normais, o asfalto não suportaria, o que geraria uma insegurança", afirmou.


Fonte: Jornal “O Estado do Maranhão” - 13/08/2009

Comentário: O ponto mais importante dessa notícia é a assinatura do termo de convenio entre o MCT/AEB e o Governo do Maranhão que já havia sido divulgado aqui no blog (veja a nota AEB Assina Convenio com o Governo do Maranhão). Essas obras de infra-estrutura são de suma importância para a operação da Alcântara Cyclone Space e sua urgência necessária para o cumprimento do cronograma do lançamento teste do foguete Cyclone 4 em outubro de 2010, como vem sendo anunciado na mídia pelo escudeiro-mor da parte brasileira da empresa, o ex-ministro do MCT, Roberto Amaral.

Comentários

  1. Acho que o acesso ao terminal hidrovíario até o Centro de lançamentos, deveria ser feito por ferrovia. Pelos trilhos o desgate é bem menor do que por asfalto, que precisará sempre de manutenção. Mas como o nosso país não nasceu para Ferrovia, só para rodovias, então não dá para ficar discutindo com estes políticos.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Ricardo!

    Veja bem amigo, eu concordaria contigo se isso fosse previsto desde a implantação da Base de Alcântara, o que não foi feito, houve falta de visão da Aeronáutica nessa parte. O que acontece Ricardo, é que nesse momento além do problema do custo que isso representaria para a instalação de uma ferrovia e seus equipamentos correlatos, demandaria tempo que a ACS com os ucranianos não dispõe no momento, já que o vôo teste do Cyclone 4 está marcado para ocorrer em outubro de 2010, segundo o escudeiro-mor da parte brasileira da empresa, o ex-ministro do MCT Roberto Amaral. Portanto, a recuperação da infra-estrutura já existente vai levar menos tempo a um custo bem mais em conta. No entanto, no futuro com o crescimento do PEB e de suas necessidades essa idéia poderá ser aplicada. Quem sabe? Vamos aguardar.

    Abs

    Duda Falcão

    ResponderExcluir
  3. Pois é, isto DEVERIA TER SIDO implantada na epoca da implantação do Centro Espacial. Lá nos anos 80...No Kennedy Space Center, tem ferrovia de acesso, em Baikonur no Casaquistão, tem ferrovia de acesso. Agora é pensar para o futuro.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022