ROEN - Rádio Observatório de Eusébio - CE


Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria publicada hoje (30/08) no jornal Diário de Nordeste de Fortaleza destacando a qualidades dos resultados obtidos pelo Rádio Observatório de Eusébio - CE, que possibilitou a renovação do convênio com a NASA por mais cinco anos.

Duda Falcão

Nacional

NASA no Brasil

Roen Monitora Órbita de Satélites

MARCELO RAULINO
Diário do Nordeste
30/08/2009


O rádio observatório de Eusébio é reconhecido pela
qualidade dos resultados obtidos por seus Experimentos
(Foto: Miguel Portela)

A qualidade dos resultados obtidos pelo Rádio Observatório, que fica na unidade do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (INPE), em Eusébio, possibilitou a renovação do convênio com a Nasa por mais cinco anos.

O observatório que funciona desde 1993 - juntamente com uma rede mundial de radiotelescópios, é responsável por detectar irregularidades na rotação da Terra. Esta atividade serve para realizar pequenos ajustes nas órbitas dos satélites.

Sem esses ajustes os satélites da constelação GPS poderiam fornecer informações incorretas. Essas anomalias geofísicas da Terra são decorrentes de atividades vulcânicas e sísmicas, tsunamis, e até o fenômeno climático El Niño.

Há um esforço mundial para que essas medidas de irregularidades da rotação da Terra também possam ser usadas para a previsão de catástrofes naturais como terremotos. O ROEN começou a operar em 1993 e atualmente é coordenado pelo Centro de Rádio Astronomia e Astrofísica, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, em cooperação com o INPE.

O Rádio-Observatório integra as redes internacionais de VLBI (de Very Long Base Line Interferometry, ou numa tradução livre algo como: interferometria de muito longa linha de base) geodésico e vem contribuindo para o IERS (Serviço Internacional da Rotação da Terra), apoiando programas brasileiros de geodésia, cartografia e navegação fazendo uso de técnicas espaciais, tais como os levantamentos GPS e serviços de Hora Certa. O sistema consiste de uma grande antena de 14,2 metros de diâmetro, dotada da mais moderna e sofisticada instrumentação eletrônica.


Fonte: Jornal Diário do Nordeste de Fortaleza - primeiro caderno - pág. 12 - 30/08/2009

Comentário: Mais um vitória do INPE o que demonstra a qualificação do instituto em várias áreas e também o reconhecimento internacional pelo seu trabalho e competência tecnológica.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial