Nanossatélite ITASAT Será Lançado na Segunda-Feira (19)

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (14/11), no site da Força Aérea Brasileira (FAB), e postada no Blog um pouco atrasada, destacando que o Nanosatélite ITASAT-1 será lançado na segunda-feira (19/11).

Duda Falcão

ESPAÇO

Nanossatélite ITASAT Será Lançado
na Segunda-Feira (19)

Esse é o primeiro satélite brasileiro a levar a bordo o software
de controle de atitude totalmente projetado no Brasil

Por Assessoria de Imprensa
Revisão: Capitão Landenberger
Edição: Agência Força Aérea
Fonte: Agência Força Aérea
Publicado: 14/11/2018 20:27

ITASAT acoplado ao foguete Falcon 9.

O nanossatélite ITASAT, desenvolvido pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), será lançado na próxima segunda-feira (19). O foguete Falcon 9, veículo lançador, levará a bordo o satélite brasileiro, partindo da Base de Vandenberg, na Califórnia, Estados Unidos.

No Brasil, autoridades e pesquisadores ligados ao projeto acompanharão, em tempo real, o lançamento, previsto para às 16h30, horário de Brasília.

O projeto, fomentado pela Agência Espacial Brasileira, foi configurado em 2012 para o padrão CubeSat, um tipo de satélite em miniatura usado para pesquisas espaciais, e em 2016 foi totalmente integrado para voo, mas devido a falhas ocorridas nos lançadores teve seu lançamento adiado para 2018.

O ITASAT é o primeiro CubeSat desenvolvido pelo ITA e surgiu com a finalidade primária de formação de recursos humanos para o setor aeroespacial. O projeto foi bem-sucedido em todas as etapas de desenvolvimento, sobretudo por formar profissionais que atualmente trabalham em instituições como INPE, ITA e indústrias do setor aeroespacial.

O satélite tem como cargas úteis um transponder de coleta de dados desenvolvido pelo INPE de Natal (INPE/CRN), um receptor GPS desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) em parceira com o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), uma câmera comercial com resolução de 80m por pixel no espectro visível e um experimento de comunicação com a comunidade de radioamadores. Experimento este que permite o armazenamento e posterior envio de mensagens de radioamadores.

O ITA foi o responsável pelo desenvolvimento da plataforma, bem como pela integração e testes das cargas pagas. O ITASAT é o primeiro satélite brasileiro a levar a bordo o software de controle de atitude totalmente projetado no Brasil. Com o ITASAT, a equipe de desenvolvimento do ITA ganhou maturidade para propor o desenvolvimento de uma plataforma de CubeSat para aplicação em projetos futuros.

Sobre a Missão de Lançamento

O veículo lançador levará 15 microssatélites e 56 cubosats de entidades comerciais e governamentais, dos quais mais de 30 são de organizações internacionais de 18 países, incluindo Estados Unidos, Austrália, Itália, Holanda, Finlândia, Coréia do Sul, Espanha, Suíça, Reino Unido, Alemanha, Jordânia, Cazaquistão, Tailândia, Polônia, Canadá, África do Sul, Brasil e Índia. Entre as cargas a bordo, 23 são de universidades, 19 são satélites de imagens, 23 são demonstrações de tecnologia, duas são exposições de arte e uma é de ensino médio.


Fonte: Site da Força Aérea Brasileira (FAB) - http://www.fab.mil.br

Comentário: Bom leitor, na verdade a SpaceX já anunciou o adiamento deste voo do foguete Falcon 9 que levaria o ITASAT-1 ao espaço, sem contudo ainda confirmar uma nova data. Vai ser azarada assim no raio que a parta AEB. Esta instituição está precisando de uma grande limpeza em todas as suas estruturas para assim tirar a “Caveira de Burro” enterrada no gabinete do Sr. Braga Coelho, pois energia ruim leitor, só pode atrair coisas ruins. No dia de ontem inclusive, um amigo meu deu uma boa sugestão. Ele sugeriu que, quando em janeiro o astronauta Marcos Pontes assumir o ministério de C&T, se faça um grande evento ecumênico para limpar essa “Zica” deixada pela gestão do Sr. Braga Coelho e sua trupe. Valha-me Deus e Nossa senhora, diria minha avó Maria e upa, sai, desconjura, diria a minha avó Caçula.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial