Debate sobre o Programa Espacial Brasileiro

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada dia (25/05) no jornal informativo “Rapidinha - 14” do Sindicato dos Servidores Públicos Federais na Área de C&T (SindCT) destacando o debate sobre o “Programa Espacial Brasileiro” realizado dia 23/05 no “Auditório Fernando de Mendonça (LIT/INPE)”.

Duda Falcão

Debate sobre o Programa Espacial Brasileiro

Presença maciça de servidores de alto nível foi marca do evento

Informativo Rapidinha
25/05/2011


Em defesa permanente das Instituições INPE e DCTA o SINDCT realizou debate com a comunidade do setor sobre o programa espacial brasileiro, o qual tem sido vítima de ataques das mais diversas formas para concretizar o seu desmonte, conforme vem sendo denunciado há tempos pelo SindCT. O evento foi realizado no auditório Fernando de Mendonça no LIT, que ficou tomado pelos servidores da carreira.

Nos últimos meses, com a posse de Marco Antônio Raupp na presidência da Agência Espacial Brasileira -AEB, e em função de seus inúmeros pronunciamentos e entrevistas Brasil afora, ficou evidenciado que agora o ataque será maciço e constante, em cima do programa espacial. Com o objetivo de debater as ações anunciadas pelo presidente da AEB, além de outras propostas para o setor, foi organizado esse debate que contou com seis especialistas do setor espacial, todos pertencentes ao quadro de servidores do INPE e DCTA/IAE, que garantiram o alto nível das discussões, demonstrando o quão o programa espacial pode ser estratégico para o desenvolvimento e a segurança do Brasil.

A presença de muitos servidores do INPE e IAE foi outro ponto forte do evento. O debate se estendeu por mais de três horas e os presentes permaneceram até o final dos trabalhos, o que revela o grau de interesse e preocupação da comunidade com o atual momento e o futuro do programa espacial.

Dentre os pontos abordados destacaram-se a incoerência da AEB em destinar 16 milhões de reais este ano para a Alcântara Cyclone Space (para desenvolver um foguete ucraniano), contra apenas 5 milhões de reais para o desenvolvimento do nosso foguete, o VLS; a atual estrutura organizacional das instituições do setor (INPE, CTA e AEB), ligada a diferentes ministérios, com uma hierarquia confusa, dificultando ainda mais o desenvolvimento do programa; a escassez de recursos humanos; dentre outros.

Um resumo dos principais pontos discutidos no evento, bem como das propostas apresentadas para o setor serão em breve publicados pelo SindCT como forma de dar continuidade a este debate, envolvendo mais e mais pessoas dos diferentes segmentos da sociedade, consolidando e organizando nossa intervenção na disputa de rumos do programa espacial brasileiro.


Fonte: Jornal Informativo “Rapidinha” do SindCT - pág. 01 - 25/05/2011

Comentário: Gostaria de lembrar ao leitor que a Agência Espacial Brasileira (AEB) é um órgão subordinado ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) que por sua vez é subordinado ao poder executivo que é presidido pela sua titular, ou seja, a presidente Dilma Rousseff. Portanto, qualquer decisão como esta absurda de disponibilizar 5 milhões para o VLS e 16 milhões para a ACS (eu não sabia disso e na minha opinião é puramente de ordem política, além de irresponsável) é uma decisão do governo que é simplesmente comunicada a AEB via MCT, que por sua vez repassa os recursos. Sinceramente não acredito que seja uma posição do Rauppjet, que certamente é obrigado a engolir goela abaixo em prol de um bem maior, já que o PEB não se resume ao projeto do VLS, e existe muita coisa que precisa ser feita ainda, como as citadas na própria nota acima.

Comentários

  1. Pela 3ª vez as eleições para o sindct tiveram chapa unica, pelos esforços claros de se evitar que outra chapa surgisse, mas dessa vez tivemos um agravante, até o meio dia do dia 15/09/2011 (segundo dia de votação) menos de 10% (200 votos)dos afiliados haviam votado, numero que faria , por força do estatuto do sindicato ser anulada a eleição e convocado novo pleito...hoje foi publicado que o numero alcançado de votos foi de 1016.....numero impossivel de ser alcançado, foram presenciados servidores votande varias vezes em nome de outros servidrores e a mando dos representantes do sindicato....isso é caso de policia

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial