Brasil e Argentina Construirão Dois Satélites Sabiá-Mar

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (23/05) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que Brasil e Argentina construirão dois satélites Sabia-Mar invés de um único satélite.

Duda Falcão

Brasil e Argentina Construirão
Dois Satélites Sabiá-Mar

AEB
23-05-2011

A cooperação Brasil-Argentina para a construção conjunta de dois satélites de observação oceanográfica, o Sabiá-mar 1 e 2, eleva-se a uma fase mais avançada, pois já conta com os recursos necessários para tornar-se realidade.

Na reunião do Mecanismo de Integração e Cooperação entre os dois países, realizada na Embaixada da Argentina, na última quinta-feira (19), o chefe da Assessoria de Cooperação Internacional da Agência Espacial Brasileira (AEB), José Monserrat Filho, relatou que o Brasil já dispõe dos recursos financeiros destinados ao desenvolvimento básico do projeto Sabiá-mar. O lado argentino, por sua parte, também está pronto para iniciar esse trabalho cooperativo, que, estima-se, terá forte impacto não apenas nos dois países, mas igualmente em toda a América Latina. “Será a primeira vez que dois países latino-americanos se unirão para construir satélites, usando tão somente suas competências e capacidades”, comentou Monserrat.

Segundo o coordenador-geral do Programa de Satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Marco Chamom, as áreas de engenharia dos dois países já aprofundaram o detalhamento técnico do projeto. Ao Brasil, caberá a Plataforma Multimissão para os dois satélites (de pequeno porte). E a Argentina responderá pelas cargas úteis. No entanto, cada parte poderá participar ativamente nos itens de responsabilidade da outra parte. As próximas tarefas a serem cumpridas serão definidas no encontro de Buenos Aires.

De parte da Argentina, a reunião do Mecanismo de Integração e Cooperação dos dois países foi conduzida pelo ministro Sérgio Pérez Gunella e contou com a presença de vários diplomadas argentinos.

O próximo passo será a realização de um seminário técnico, em Buenos Aires, nos dias 30 de junho e 1º de julho, com as equipes de engenheiros encarregadas de concretizar o projeto.


Fonte: Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Outras boas notícias que demonstra que pelo menos tem existido um movimento diferente nos bastidores do PEB durante o governo DILMA que não existiu na época do governo do humorista LULA. Tenho cobrado aqui no blog ações efetivas do ministro Aloizio Mercadante no qual ele sinalizou positivamente pela primeira vez na semana passada (poucas horas depois de ter feito algumas de suas costumeiras promessas) quando liberou recursos para os projetos dos Satélites CBERS 3 e 4, Amazônia-1 e o satélite científico Lattes (veja a nota “AEB Libera Recursos para Quatro Projetos de Satélites”). Além disso, é visível o grande trabalho de articulação, analise e negociações que o RAUPPJET vem realizando desde que assumiu a presidência da AEB e também a sua cruzada na elaboração de um estudo sob os problemas, soluções e demandas desse importante programa pra o futuro do país. Entretanto, toda essa mobilização não adiantará nada se o RAUPPJET não obter o apoio incondicional do governo. Portanto, devido ao histórico nada favorável a crença de que isso vá ocorrer, prefiro aguardar os acontecimentos. Quanto à notícia, realmente o desenvolvimento de dois satélites desse projeto parece-me uma decisão mais coerente e espero que agora esse acordo saia do papel, quase 13 anos depois de assinado.

Comentários

  1. Olá , link de uma materia interessante sobre a entrada dos coreanos ,no Brasil com investimentos em satélites de Comunicação .

    http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=26311&sid=8

    ResponderExcluir
  2. Olá André!

    Valeu pela dica.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Ouviu o Barulho no Céu? Entenda o Fenômeno Que Assustou os Brasileiros no Último Final de Semana

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro