O CLA Lança em Alcântara o Segundo Foguete FTI

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria publicada hoje (28/05) no jornal “O Estado do Maranhão”, destacando que o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) lançou com sucesso ontem (27/05) o segundo Foguete de Treinamento Intermediário (FTI) da “Operação FogTrein I - 2011”.

Duda Falcão

Geral

CLA em Alcântara Lança o Segundo
Foguete de Treinamento Intermediário

Parte da Operação Fogtrein I, atividade contribui para o
avanço no projeto que visa ao lançamento do Veículo
Lançador de Satélites (VLS) e a comercialização do FTI

Ronaldo Rocha
Da equipe de O Estado
28/05/2011

Douglas Júnior
Foguete de Treinamento intermediário (FTI)
alcançou apogeu em 64.729 metros

O segundo Foguete de Treinamento Intermediário (FTI), que integra a Operação Fogtrein I-2011, foi lançado com êxito ontem no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA). Com o sucesso dos dois FTIs, o CLA consolidou o projeto do veículo, que a partir do próximo ano poderá ser lançado em série e posto à venda para outros países. No próximo mês, será lançado um Foguete de Treinamento Básico (FTB), apenas para manter a operacionalidade do centro e a capacidade operacional dos técnicos.

O diretor do CLA, coronel Ricardo Rangel, comemorou o resultado de ontem e afirmou que a partir de agora os técnicos ficarão com as suas atenções voltadas especificamente para a parte da carga do útil do veículo, com intuito de avaliar os sistemas que serão validados com os próximos dois lançamentos de FTIs previstos para este ano. “O veículo está com a sua parte aerodinâmica totalmente fechada, não temos mais nada a corrigir, ele está perfeito”, assegurou.

O FTI lançado ontem foi testado a uma elevação de 80°, atingiu um apogeu de 64.729m e caiu no mar a uma distância de 53 mil metros em uma velocidade de 4.850km/h, o que equivale a quatro vezes a velocidade do som. “Ainda temos dois lançamentos de FTIs previstos para este ano, o que vai nos permitir fechar todo o detalhamento técnico do projeto para iniciarmos a partir do próximo ano a produção em série”, acrescentou o coronel Ricardo Rangel.

Ele reafirmou que o sucesso nos lançamentos de ontem e de quinta-feira foram cruciais para o avanço no projeto que visa ao lançamento do Veículo Lançador de Satélites (VLS), previsto para ser lançado entre os anos de 2012 e 2013. “Esse veículo será o foguete que permitirá validar o sistema de terminação de vôo para o lançamento do VLS, por isso que antes teremos que utilizar o veículo”, informou.

Operação – A Operação Fogtrein I-2011, encerrada com o lançamento de ontem, foi à primeira de cinco que serão realizadas este ano. No total, serão lançados oito foguetes. No ano passado, o CLA realizou sete lançamentos, todos bem-sucedidos. Inicialmente, estavam previstos para este ano 14 lançamentos, mas a redução para oito se deu por causa do corte no orçamento do Governo Federal, de R$ 50 milhões, destinado à Ciência e Tecnologia.

O corte, no entanto, não prejudicará o CLA para o desenvolvimento e lançamento do VLS, previsto para os anos de 2012 e 2013 na nova Torre Móvel de Integração (TMI), que deve ser entregue no segundo semestre deste ano.

Em julho de 2010, quando a TMI foi apresentada pela primeira vez à imprensa, apenas a estrutura estava concluída. Hoje, os sistemas estão em fase de instalação no entorno da plataforma e já foram colocadas torres para proteção de descargas elétricas causadas por raios e para medição de ventos. A obra da TMI, orçada em R$ 44 milhões, encontra-se na etapa de acabamentos eletrônicos e fase de comunicação dos sistemas da casamata e a casa de apoio.

80° foi à elevação do lançamento do foguete

64.729 metros foi o apogeu alcançado

53 Mil metros foi a distância que o veículo caiu

4.850 km/h foi a velocidade média alcançada pelo foguete


Fonte: Jornal O Estado do Maranhão - pág 08 - 28/05/2011

Comentário: A expectativa de todos que acompanham o PEB é que não haja mais atrasos no cronograma de lançamento previsto para o Programa VLS, que prevê o lançamento do "VLS-1 XVT-01" em 2012, o "VLS-1 XVT-02" em 2013 e finalmente o "VLS-1 VO4" em 2014. Caberá ao governo da presidente DILMA ROUSSEFF assumir esse compromisso com a sociedade brasileira, pois não há mais espaço para atrasos nesse programa, pois dele depende a continuidade do desenvolvimento do programa do VLS Alfa, veículo fundamental para consolidar definitivamente a nossa auto-suficiência no acesso ao espaço. Agradeço uma vez mais ao leitor maranhense Edvaldo Coqueiro pelo envio dessa matéria.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022