AEB Participa de Seminário de Monitoramento Integrado Com Radar Orbital

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (28/09) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que a Agencia  participou do "Seminário de Monitoramento Integrado com Radar Orbital", ocorrido recentemente em Manaus-AM.

Duda Falcão

BRASIL

AEB Participa de Seminário de
Monitoramento Integrado Com Radar Orbital

Coordenação de Comunicação Social – CCS
Publicado em: 28/09/2018 18h04
Última modificação: 28/09/2018 18h11

Foto: Defesa

A Agência Espacial Brasileira (AEB) participou nos dias 26 e 27 de setembro, em Manaus (AM), do 3º Seminário de Monitoramento Integrado com Radar Orbital, promovido pelo Centro Gestor e Operacional de Proteção da Amazônia (CENSIPAM). No evento foram apresentados os resultados do Projeto Amazônia SAR, a implantação do SipamSAR e os dados provenientes da estação multissatelital.

O seminário teve como objetivo disseminar o uso de imagens de radar orbital no monitoramento florestal e ampliar a rede de pesquisadores, professores e estudantes de graduação e pós-graduação, em especial de palestrantes internacionais, consolidando resultados e experiências com o uso de telemetria de radar.

O diretor de produtos do CENSIPAM, Péricles Cardin da Silva, durante a cerimônia de abertura enfatizou a importância do seminário não somente para o Sistema de Proteção da Amazônia, mas para todos os participantes, emprestando seu conhecimento sobre o uso da tecnologia de micro-ondas por satélites, o radar orbital.

O Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE) foi apresentado aos participantes, pelo diretor de Satélite, Aplicações de Desenvolvimento da AEB, Carlos Gurgel, que também atualizou a plateia sobre as decisões do Grupo de Trabalho (GT5), responsável pelo Projeto Mobilizador do Comitê de Desenvolvimento do Programa Espacial Brasileiro (CDPEB).

A importância de o Brasil consolidar o terceiro objetivo da Política Nacional de Atividade Espacial (PNDAE) também foi mencionada pelo diretor, que ainda apresentou as iniciativas do PNAE e do Programa Estratégico de Sistemas Espaciais do Ministério da Defesa (Pese), além da possibilidade de o Programa Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (CBERS) ter um satélite Radar.

Cerca de 80 instituições nacionais e internacionais participaram do encontro que reuniu mais de 200 profissionais, pesquisadores, gestores e estudantes, militares e civis, que trabalham com dados de satélites de sensoriamento remoto que operam na faixa de micro-ondas (Radar).

O seminário contou com a presença de autoridades civis e militares, além do diretor-geral do Centro Gestor e Operacional de Proteção da Amazônia (CENSIPAM), Rogério Guedes Soares, estavam presentes o comandante do 9º Distrito Naval, almirante Carlos Alberto Matias, o vice-chefe de Operações Conjuntas do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), general José Eduardo Pereira, o presidente da Comissão de Coordenação de Implantação de Sistemas Espaciais (CCISE), brigadeiro Luiz Fernando de Aguiar, o diretor da Agência Nacional de Transporte Aquaviário (ANTAQ), Adalberto Tokarski, o diretor geral do Serviço Florestal de Brasileiro (SFB), Raimundo Filho, o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Ricardo Magnus Ozório Galvão, Carlos Alberto Gurgel Veras, o diretor de criação e manejo de Unidades de Conservação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ricardo Brochado Alves da Silva, o chefe de gabinete do Instituto de pesquisa da Amazônia (INPA), Sérgio Fonseca Guimarães, e convidados.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Pois é leitor, estava faltando a nota oficial deles sobre a participação da Agência neste evento. Tá ai, pouco acrescenta, mas...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial