Servidor e Colaborador do IAE Vencem o IV Concurso de Estudos de Caso em Projeto Gráfico de Sistemas

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (26/11) no site do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) destacando que um servidor e um colaborador do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE)  vencem o “IV Concurso de Estudos de Caso em Projeto Gráfico de Sistemas”, concurso este promovido pela  National Instruments (NI).

Duda Falcão

Servidor e Colaborador do IAE Vencem o
IV Concurso de Estudos de Caso
em Projeto Gráfico de Sistemas

IAE
26/11/2014

Foto: IAE

Servidor e colaborador da Divisão de Propulsão Espacial (APE) foram premiados no IV Concurso de Estudos de Caso em Projeto Gráfico de Sistemas. Promovido pela National Instruments (NI), o concurso de trabalhos técnicos reconhece as aplicações mais inovadoras no uso da Instrumentação Virtual e Projeto Gráfico de Sistemas elaboradas por engenheiros da indústria e por profissionais de ensino.

O artigo intitulado “Banco de Teste de Motor foguete usando as Soluções NI”, de autoria de André N. de Almeida Prado, servidor do IAE, e do colaborador do Instituto Guilherme Stanisce Correa, foi o grande vencedor do prêmio em 2014. O trabalho trata sobre Banco de Testes e como determinadas decisões podem fechar o ciclo de vida de projetos de forma prematura: “Nosso desafio é projetar e construir o primeiro banco brasileiro de testes de motores foguetes a propelentes líquidos que suporte o desenvolvimento de um sistema de propulsão líquida para foguetes, visando sua aplicação em lançadores de satélites. Para isso é fundamental, dentro da área de NI, manter-se alinhado às novas tecnologias, sustentando ciclos de vida mais longos e dando melhor suporte aos projetos”, destaca André N. de Almeida Prado.

A outorga do prêmio ocorreu no dia 12 de novembro de 2014, com a presença de Leandro Fonseca e Victor Hirata, representantes da National Instruments. Na mesma ocasião, a National Instruments reconheceu a participação do IAE através de homenagem ao engenheiro Afonso Paulo Pinheiro, chefe da Divisão de Propulsão Espacial, e da oferta de uma capacitação para um servidor do Instituto nos laboratórios da NI Brasil.

André N. de Almeida Prado recebeu como prêmio uma viagem a Austin – Texas para participação no NI Week, Congresso que reúne desenvolvedores, clientes e parceiros de NI a nível mundial para discussão sobre os novos caminhos da engenharia, desafios, problemas e quais os possíveis meios de solucioná-los.


Fonte: Site do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA)

Comentário: Pois é, esta é mais uma demonstração da qualidade dos profissionais que ainda temos no IAE (sabe-se lá por quanto tempo) como também no INPE. Fico a me perguntar leitor quanto custa a Nação a formação de um profissional como este? Esses tipos de profissionais num país sério teria todo apoio de seu governo e seria inclusive disputado a tapas por instituições públicas e privadas e até instituições de outros países, coisa que no Brasil, mesmo após obter prêmios como esse, não conseguem o necessário reconhecimento e apoio financeiro que permita-os trabalhar com segurança continuadamente em inovação, esteja ele ligado ao setor público ou privado. A Divisão de Propulsão Espacial (APE) do IAE é um dos setores de excelência do instituto nas áreas de propulsão espacial líquida, solida e mais recentemente híbrida, que precisa que esse desgoverno DILMA ROUSSEFF dê o apoio necessário suprindo suas pendências de décadas (sejam elas nas áreas de infraestrutura física ou humana), para que assim esta divisão do instituto possa cumprir no menor prazo possível os projetos em curso (motor L75 e Motor S50) e assim propiciar ao Brasil os motores que seu Programa Espacial necessita. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite