quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Entrevista - Diretor da AEB Participa do Workshop Internacional PerúSat-1 2018

Olá leitor!

Durante a realização do “Workshop Internacional PerúSat-1 2018” que está sendo promovido de 04 a 06/12 (até hoje) pela Agencia Espacial Peruana (Comisión Nacional de Investigación y Desarrollo Aeroespacial - CONIDA) nas instalações do “Centro Nacional de Operaciones de Imágenes Satelitales (CNOIS)”, localizado em Pucusana, um distrito ao sul da província de Lima, o youtuber “Roberto Caiafa” do canal “Caiafa Images” fez uma interessante entrevista com o Brig. Rogério Luiz Verissimo Cruz (diretor da “Diretoria de Transporte Espacial e Licenciamento – DTEL” de nossa ineficiente e inócua Agencia Espacial de Brinquedo - AEB), que está presente neste evento internacional no Peru.

Neste vídeo que trago abaixo para você leitor, o Brig. Veríssimo fala sobre os próximos passos do projeto do VLM-1 e do futuro Aquila-1, do desejado voo do foguete suborbital V502019 e com a carga útil tecnológica SINAC (sinceramente Brigadeiro com todo respeito que lhe devo e diante das circunstancias, o senhor perdeu uma grande oportunidade de ficar calado), o sistema de controle que será usado pelo VLM-1, este segundo o Brig. Veríssimo previsto para fazer o seu voo de qualificação em 2021. Assista a entrevista leitor.


(OBS: Brigadeiro Veríssimo, quero aqui deixar claro que, apesar de lhe reprimir quanto ao senhor falar demais, tenho informações de que a sua diretoria na AEB vem tentando realmente fazer a diferença prestando um bom trabalho dentro do que é possível tendo a frente um banana como o Sr. Braga Coelho. Diante disto quero publicamente lhe parabenizar pelo seu esforço, continue firme)

Mas leitor, aproveitando a oportunidade, quero mais uma vez aqui me dirigir ao Presidente Jair Messias Bolsonaro. Presidente na minha simplicidade de cidadão brasileiro defensor das atividades espaciais brasileiras volto a insistir com o senhor, acredite nas Startups Espaciais Brasileiras, elas tem a capacidade, a motivação e now how necessário para em muito pouco tempo, com a tecnologia já disponível no país, dotar o Brasil de um completo sistema de acesso ao espaço muito mais barato e competitivo que o VLM-1, e provavelmente muito mais confiável.

Não digo com isso presidente que o Projeto do VLM-1 deva ser descontinuado, muito pelo contrário, até porque a FAB precisa de sua independência espacial como tem a Força Aérea Americana nos EUA, porém para sermos realmente competitivos nesta nova onda do 'New Space', precisaremos da iniciativa privada comandando essa jornada, com jovens desligados dos velhos e péssimos costumes e prontos para mostrarem do que são capazes de fazer se a oportunidade eles tiverem. Depende do senhor Presidente e espero que o senhor tenha a visão do momento de encruzilhada histórica que o Brasil atravessa nesta questão tão estratégica para qualquer nação do mundo e que a “Força esteja com o senhor”.

Antes de finalizar eu gostaria de lhe dizer Presidente (sem citar o nome, pois não tenho autorização do mesmo para tanto) que muito em breve se não houver uma politica favorável e eficiente em favor das Startups Brasileiras, um dos mais promissores jovens profissionais brasileiros na área de foguetes deverá trocar o Brasil pelo Peru, onde a pequena CONIDA (Agencia Espacial Peruana) tem recebido todo o apoio do seu governo e dado um banho de gestão na nossa piada espacial, mais conhecida como Agencia Espacial de Brinquedo (AEB). E presidente, se ele realmente for, não demorará para outros seguirem o exemplo e o senhor deve saber quanto custa e quanto tempo leva para formar um profissional com este, né verdade?

Duda Falcão

2 comentários:

  1. Duda Falcão, meu querido. Só te corrigir em uma coisa: é CAIAFA. CAIAFA. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roberto!

      Ok amigo, corrigido.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir