sábado, 9 de julho de 2016

DCTA Reúne Representantes Para Discutir Projetos e Parcerias Futuras

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (07/07) no site do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) destacando que o DCTA reuniu na ultima quarta-feira, representantes para discutir projetos e parcerias futuras.

Duda Falcão

DCTA Reúne Representantes Para
Discutir Projetos e Parcerias Futuras

DCTA
07/07/2016

Foto: S1 Rodolfo

O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) na última quarta-feira, dia 07, sediou uma palestra da Unidade EMBRAPII ITA, que contou com a presença dos Diretores e representantes das Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) e Chefes de Divisão do DCTA.

A palestra foi proferida pela Dra. Danielle Moraes, Coordenadora Técnica da EMBRAPII ITA, com o objetivo de dar conhecimento do Sistema e suas possibilidades de apoio a Projetos em parceria com a Indústria, fomentando assim o Setor de Manufatura Aeronáutica e seus spinoffs em outros setores.

A iniciativa visou à disseminação dessa nova possibilidade de financiamento de projetos, dando prosseguimento as ações do DCTA voltadas ao alinhamento com as diretrizes do Comandante da Aeronáutica que, especificamente sobre esse assunto, lança o desafio de prospectar novas fontes de financiamento, em complemento ao orçamento Federal.

A EMBRAPII (Associação Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) é qualificada como uma Organização Social pelo Poder Público Federal desde setembro de 2013 e atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas.


Fonte: Site do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA)

Comentário: Bom leitor espero sinceramente que a esta nova iniciativa de apoio não fique somente restrita a projetos da área AERONÁUTICA. Entretanto, o PEB hoje padece de diversos problemas e simplesmente o aumento de recursos não resolveria estes problemas, talvez até complicasse ainda mais num contexto geral. O que o PEB precisa é de uma reengenharia total em todo seu sistema operacional e legal, para que assim possa funcionar direito, mas também e principalmente de ‘COMPROMISSO’ do governo (seja ele de quem for, PETRALHAS, PMDMTRALHAS, TUCANOTRALHAS e o ESCAMBAU A QUATROTRALHAS), seja fazendo as mudanças operacionais e legais necessárias, seja estabelecendo uma Politica realmente compromissada com o desenvolvimento do setor, seja criando demanda para que as industrias espaciais do país possam se desenvolver, seja investindo nos centros de pesquisas, seja estimulando a criação de starups especialmente para atender tecnologias sensíveis, seja estabelecendo metas e cobrando por resultados. Em resumo, fazendo a sua parte com “COMPROMISSO” e deixando a conversa mole e fantasia de lado. Se isto acontecer, em 10 anos o PEB poderá ter um avanço enorme. Utopia???? Kkkkkkkkkkk, na atual conjuntura política e cultural, não tenha a menor dúvida disso. 

Um comentário:

  1. Sem dúvida,meu Caro Duda.Venha de onde vier o planejamento, o investimento e a vontade de fazer as coisas darem certo,que seja bem bindo.O seu sonho,creio eu, é o nosso.Que venham dias melhores!

    ResponderExcluir