segunda-feira, 18 de julho de 2016

CEFAB da Bahia Recebe Ajuda Importante de Instituição Europeia

Olá leitor!

A vida é uma caixinha de surpresas e sempre está nos surpreendendo com acontecimentos inesperados ou até mesmo alguns não desejados e previsíveis. Entretanto, é preciso lembrar para uma melhor compreensão de que pelo menos neste universo em que vivemos NADA, NADA, ABSOLUTAMENTE NADA, acontece por acaso, tudo tem uma razão de ser, e por uma simples regrinha básica da física, ou seja, toda ação gera uma reação.

Quando algo ocorre em sua vida, seja de bom ou de ruim, isto é o resultado de suas ações anteriores, seja elas corretas ou não, conscientes ou não, o que os espiritas costumam chamar de ações positivas ou negativas e os religiosos chamam de benção de Deus ou pagamento pelo pecado, e já outros de Destino.

Vivemos num Universo extremamente energético e como tal o ser humano sofre influencia deste ambiente, bem como também é um gerador e captador de energias. Para muitos o que estou dizendo não faz o menor sentido, mas goste você ou não é assim que as coisas acontecem, não sendo por acaso existirem antigos ditados do tipo: “Diga-me com quem tu andas, que eu direi quem tu és”, sabedoria ancestral que deveria receber mais atenção da Sociedade Humana.

Indivíduos de energia semelhantes se atraem gerando grupos de pessoas que receberão em troca o resultado de suas ações, assim como fica claro em outro ditado antigo: “Quem planta colhe”.

Mas o leitor, seja ele cético, religioso, espirita, ateu ou não, deve esta agora se perguntando porque estou abordando este assunto que para muitos é polemico e ofensivo?

Bom leitor resolvi começar a minha nota desta forma para pontuar algo inesperado e extremamente positivo que ocorreu semana passada com um amigo meu aqui na Bahia. Conhecido por ser às vezes um pouco exagerado em suas ações sempre construtivas, de coração bom, bom pai, prestativo e colaborativo, visionário e simplório em sua maneira de ser, este meu amigo foi finalmente agraciado pela vida por tudo que tem feito em sua trajetória neste planeta. É aquela coisa leitor, quem planta colhe, e isto ocorreu na semana passada com o meu amigo Carlos Cássio Oliveira.

Presidente do “Centro Experimental de Foguetes Aeroespaciais da Bahia (CEFAB)”, Cássio que está desempregado, vem batalhando muito para dar o sustento diário à sua família, na esperança de ter seus problemas financeiros amenizados em novembro próximo, quando espera receber na justiça recursos provenientes de sua passagem pela VASP como piloto.

Reconhecido como um dos pioneiros do Foguetemodelismo no Brasil, apesar de seus problemas financeiros, Cássio vem há quase um ano trabalhando no desenvolvimento de seus projetos (falaremos sobre isto em outra oportunidade), projetos estes que certamente causarão um grande alvoroço no ambiente do Espaçomodelismo Brasileiro.

O leitor deve esta dizendo: Mas Duda, deixa de encher linguiça e conta logo o que aconteceu de tão positivo com o Cássio?

KKKKKKKKKKKK, pois então, você leitor já ouviu falar numa organização chamada “European Space Education Resource (ESERO)”????  Ainda não??? Pois é, trata-se de uma organização educacional ligada a Agencia Espacial Europeia (ESA) que tem como objetivo apoiar a comunidade de educação primária e secundária na Europa. Com este objetivo esta organização organiza anualmente desde 2010 (não houve competição em 2011) uma competição denominada de “European Cansat Competition” com a participação de vários países europeus membros desta agência, e entre eles, PortugalNoruega, Reino UnidoRomênia, Irlanda, etc.

Pois é, acontece leitor que como todo fogueteiro que se preze (apesar da idade) o Cássio é inquietoelétrico, dinâmico, muito parecido com o Prof. Alysson Diogenes da UP - Universidade Positivo de Curitiba (tá lembrado dele???).

Sendo assim, o cara não consegue ficar parado e mesmo enfrentando dificuldades financeiras tremendas que lhe cobra grande parte de seu tempo diário, segue desenvolvendo seus projetos e fazendo contatos internacionais através da net, esforço este que resultou em sintoniza-lo na Irlanda com uma pessoa energeticamente semelhante, e com isto ele fosse presenteado pela mesma.

A pessoa em questão foi a Dra. Eng. Eletrica Emer Cahill do “Galway – Mayo Institute of Technology (GMIT)” localizado em Dublin, na Irlanda, instituto este ligado a Agencia Espacial Europeia (ESA).

Pois então, em contato por e-mail com a Dra. Emer Cahill o Cássio explicou a ela que estava trabalhando com grande dificuldade em uma missão espacial significativa para o seu Centro de Foguetes Experimentais no Brasil, mas estava precisando de ajuda, pois não dispunha de recursos para adquirir uma peça de suma importância para conclusão desta missão, ou seja, um CANSAT.

Após algumas trocas de e-mails, a Dra. Emer Cahill se comprometeu em ajudar, mas sem explicar direito ao Cássio como faria isso, o que o levou a não dar muito crédito a esta promessa, isto devido a sua experiência com contatos anteriores.

Pois então, por volta das 10:00 manhã da ultima quarta-feira (13/07), estava eu consertando o pneu de minha bike em uma borracharia da Orla de Salvador (após um pedal de 50 Km onde tive a infelicidade de furar o pneu da Bike), quando o meu celular tocou. Era o Cássio que, aos berros anunciava que acabava de receber pelo correio um Kit completo de um CANSAT produzido pela ESERO e enviado a ele da Irlanda pela Dra. Emer Cahill. O Cássio parecia uma criança que acabava de receber um novo brinquedo e extremamente eufórico demonstrava a sua felicidade por ter concluído com este presente uma etapa de sua futura missão.

Diante disto, prontamente me comprometi com ele a escrever este artigo, não só para divulgar o ocorrido, bem como também para pedir ajuda a algum grupo no Brasil que tenha experiência com CANSATs, já que, mesmo o CEFAB tendo um bom Eng. Elétrico, o mesmo não tem experiência nesta área de CANSATS e precisará de pelo menos de um curso para melhor assimilar esta tecnologia, afinal este KIT é filho único, e nada pode dar errado.

Após parabenizar ao iluminado Cássio pela sua conquista, marquei com ele para que viesse com o KIT em minha casa na sexta-feira (15/07), visando como isto não só conhecer o material enviado, bem como também  tirar as fotos para esta publicação no BLOG.

O Kit do Cansat na caixa enviado pelo GMIT da Irlanda.
Todos equipamentos que vieram com o Kit.
Pequena nota enviada pela Dra. Emer Cahill ao Cássio.
Eu, Cássio e o kit do Cansat no encontro da ultima sexta-feira (15/07).

É claro que o KIT veio com alguns vídeos, onde a Dra. Emer Cahill explica como montar o CANSAT (vídeos estes postados no Youtube que o leitor pode conferir abaixo), mas mesmo assim o Cássio não quer correr nenhum risco, além dele ter ainda de resolver a questão da antena de comunicação com o CANSAT e de ter algumas ideias que gostaria de usar neste projeto.  Portanto o CEFAB precisa desta ajuda e se algum grupo que conheça essa tecnologia queira ajudar, o contato pode ser feito pelo e-mail: cassiofoguetex1@gmail.com. Desde já o CEFAB agradece pela ajuda.

GMIT Cansat School  Project Training Video - Part 1.

GMIT Cansat School  Project Training Video - Part 2.

Finalizando trago agora para você leitou um vídeo promocional de alunos irlandeses participando em 2015 da Competição Nacional de Canasats da Irlanda, classificatória para “European Cansat Competition”. Vale a pena dar uma conferida.

CanSat on RTE TV series , Insiders.

O Blog BRAZILIAN SPACE aproveita para agradecer publicamente (em nome do Cássio e do CEFAB) a Dra. Emer Cahill e ao GMIT pelo envio deste importante Kit, e espera que com este exemplo e através deste artigo, o Cássio possa encontrar o apoio que ele tanta necessita. Vamos ajuda-lo gente.

Duda Falcão

“Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir. Para quem tem fé e amor no que faz o céu não tem limite”.
Carlos Cássio Oliveira.

3 comentários:

  1. Que ótima notícia Cássio. Aproveite bem. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. todo o conteúdo desse Lit , pode ser fabricado aqui mesmo no Brasil e servir de estudo para escolas da rede pública, o INPE ou mesmo o ITA poderiam juntos ou separado montar uma linha de fabricação desse KIt e por meio do Governo Federal, fornecer as escolas e faculdades públicas do País.

    ResponderExcluir
  3. o Kit é simples , prático e super instrutivo, o Brasil também precisa fornecer mais essa ferramenta tecnológica a seus alunos e afins.

    ResponderExcluir