Brasil e Ucrânia Prometem Lançar Cyclone-4 em 2010


Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje 02/12 no site da “Agência Brasil” destacando o andamento do acordo do programa Cyclone-4 entre Brasil e Ucrânia que está sendo discutido em Kiev entre o presidente Lula e o presidente ucraniano Viktor Yushchenko.

Duda Falcão

Brasil e Ucrânia Lançam Foguete Juntos de Alcântara em 2010

02/11/2009 -11h45
Roberto Maltchick
Enviado Especial

Kiev (Ucrânia) - Até o fim do ano que vem , Brasil e Ucrânia, devem lançar do Centro de Alcântara, no Maranhão, o foguete Cyclone 4. Produzindo na Ucrânia, o foguete é um lançador de satélites.

O compromisso consta da declaração conjunta dos presidentes Viktor Yushchenko, da Ucrânia, e Luiz Inácio Lula da Silva. Em entrevista coletiva Lula admitiu, no entanto, que diversos problemas ambientais e sociais, como a presença de comunidades quilombolas na região, atrasaram parte no cronograma de execução do projeto.

O presidente ucraniano reafirmou importância para o país europeu de que o cronograma seja cumprido. “Quando dois presidentes se encontram, retiram complicações. Vamos fazer o primeiro lançamento em 2010 e entrar em uma etapa prática”.

Brasil e Ucrânia também firmaram um acordo de dispensa de vistos para os turistas dos dois países e negociam a criação de um vôo comercial direto Brasil e Ucrânia.


Fonte: Agencia Brasil

Comentário: Pago prá vê. Pra mim, bla-bla-blá político e jogo de cena. Se esse projeto sair mesmo será lá para 2011 e olhe lá. Não que não seja possível se realizar essa “proeza”, é sim, mas num país onde o poder público tem uma administração ágil e séria, comprometida e só comprometida com os objetivos traçados e com prazos rigorosamente cumpridos. Não é o histórico de nenhum governo brasileiro em toda sua história e não seria no governo de Lula que isso iria mudar. Tome como exemplo o Programa do VLS que teria seu primeiro vôo técnico em 2008, o segundo em 2009, e o quarto vôo de qualificação em 2010, prazos estabelecidos logo após o acidente de 2003. E olha que de lá pra cá, nesse projeto só houve o problema da TMI que teria sido facilmente resolvido num país sério. No entanto, o primeiro vôo técnico agora está marcado para 2011, o segundo para 2012, o quarto vôo de qualificação para 2014 e só deus sabe onde isso vai parar. Vamos aguardar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial