quinta-feira, 14 de maio de 2015

INPE Amplia Instalações do LIT Para Testar Satélites de Grande Porte

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada hoje (14/05) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), destacando que o instituto ampliará instalações do LIT para testar Satélites de Grande Porte.

Duda Falcão

INPE Amplia Instalações Para
Testar Satélites de Grande Porte

Quinta-feira, 14 de Maio de 2015

O Laboratório de Integração e Testes (LIT) de satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) será expandido em cerca da metade de sua área útil atual, para atender às necessidades do Programa Espacial Brasileiro. Os atuais 22 mil m2 de instalações ganharão outros 14 mil m2, por meio de projeto apoiado pela FUNCATE e financiado pela FINEP. A principal demanda é o desenvolvimento dos futuros satélites do programa Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação (SGDC).

A ampliação do LIT/INPE permitirá a integração e testes de satélites com até seis toneladas e setemetros de altura (satélites geoestacionários meteorológicos ou de telecomunicações, satélites radar etc). Atualmente, a capacidade do Laboratório é limitada a satélites de até duas toneladas e quatro metros de altura (por exemplo, os satélites da família CBERS, desenvolvidos pelo Brasil em cooperação com a China).

Concluída a ampliação, o LIT/INPE poderá integrar e testar até quatro satélites de diferentes classes, simultaneamente.

O convênio assinado com a FINEP, no valor de R$ 45 milhões, contempla a fase de contratação de consultorias especializadas para definição da configuração e dos equipamentos de testes a serem implantados, a contratação do projeto executivo civil e de utilidades da ampliação, bem como a contratação da construção de parte das suas novas instalações, incluindo suas utilidades (elétrica, hidráulica, condicionamento de ar etc).

Em 2014, foi realizado o processo licitatório para contratação da empresa responsável pelo projeto de arquitetura, civil e de utilidades da ampliação. O detalhamento do projeto, em andamento, inclui as etapas de projeto preliminar, conceitual, básico e executivo. Uma vez concluída essa etapa, será possível iniciar o processo de contratação da execução das obras.

Além de possibilitar a integração e testes dos satélites do programa SGDC e de outros satélites de grande porte, as novas áreas, em conjunto com as instalações existentes, possibilitarão a melhoria no atendimento a demandas dos setores de telecomunicações (testes e qualificação de antenas de grande porte) e outros setores industriais (eletroeletrônicos, automobilístico, informática, hospitalar etc.).

Maquete virtual da ampliação do LIT/INPE.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

4 comentários:

  1. Notícia muito boa, especialmente a parte : "A ampliação do LIT/INPE permitirá a integração e testes de satélites com até seis toneladas e setemetros de altura (satélites geoestacionários meteorológicos ou de telecomunicações, satélites radar etc)." Ou seja, satélites grandes de até 6 toneladas continuam na perspectiva do INPE e da AEB, caso contrário, eles não ampliariam este laboratório para tal finalidade.

    ResponderExcluir
  2. " A QUESTÃO É ACREDITAR SEMPRE, MESMO QUE A REALIDADE MOSTRE AO CONTRÁRIO"

    Eu sempre digo: - " Os povos sem ciência e sem tecnologia, não passam de cortadores de lenha e carregadores de água para os povos mais esclarecidos."O CEFAB parabeniza esta grande e importante empreitada. Pensemos grande, comecemos pequeno.....e andemos o mais rápido que pudermos, pois a Argentina vem aí, COM TODO GÁS". Konstantin Tsiolkovsky dizia: -" A terra é o berço do nosso conhecimento, mas nós não podemos viver para sempre no berço", ESPLÊNDIDO. O investimento financeiro para as pesquisas espaciais é acima de tudo, uma questão política de responsabilidade constante, pois o futuro da próxima geração, dependerá desta constância sem precedentes. O ser humano não inventa, não cria e nem inova, ele apenas aperfeiçoa.

    ResponderExcluir
  3. Duda, você esqueceu de elogiar o governo federal.
    Ops! Eu tinha esquecido que você só sabe criticar. Retiro minha cobrança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      Pelo menos não me escondo atrás do manto da anonimidade. Quanto elogiar o governo, você só pode estar brincando. Em que mundo você vive? Desculpe-me pela ironia, mas só levando na esportiva. rsrsrsrsrs.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir