Vencedores da Olimpíada de Desenvolvimento Espacial Recebem Prêmios da AEB

Olá leitor!

Segue abaixo a nota oficial postada dia (06/03) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) sobre o evento do dia (05/03) que entregou na sede da Agência em Brasília, os prêmios aos vencedores da “Olimpíada de Desenvolvimento Espacial”, mesmo evento em que foi anunciada a realização da “1ª Olimpíada Brasileira de Satélites MCTIC”. 

Duda Falcão

NOTÍCIAS 

Vencedores da Olimpíada de Desenvolvimento Espacial Recebem Prêmios da AEB 

Coordenação de Comunicação Social – CCS
Publicado em: 06/03/2020 - 19h07
Última modificação: 09/03/2020 - 10h22


As três equipes vencedoras da primeira Olimpíada de Desenvolvimento Espacial e Aplicações (ODE) receberam do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes e do presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Moura, os prêmios pela qualidade das pesquisas científicas desenvolvidas na competição. A entrega dos prêmios aconteceu na manhã de quinta-feira (05.03), na sede da AEB, ocasião em que foi lançada a 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites – MCTIC.

Ao entregar os prêmios às equipes vencedoras, o ministro Marcos Pontes incentivou os estudantes a construir um futuro sem se deixar influenciar por opiniões alheias. “Espaço, ciência e tecnologia inspiram. Vocês serão os jovens que irão à Lua, irão descobrir a cura do câncer, as profundezas dos oceanos e muito mais. Vivam e transmitam todas essas experiências com paixão e também com compaixão, assim vocês podem ajudar outras pessoas”, disse o ministro.

O presidente da AEB, Carlos Moura, ressaltou a importância de motivar a sociedade brasileira a se interessar pela área espacial, participando de atividades e eventos educacionais na área, como a ODE, o MundoGeo Connect que acontecerá em maio, em São Paulo, a 4ª edição do Fórum da Indústria Espacial Brasileira, em setembro deste ano, em São José dos Campos (SP). Com o envolvimento da sociedade nessas atividades teremos um Programa Espacial à altura das nossas necessidades”, afirmou Moura. 


Pesquisas vencedoras 

Professor de Matemática, da Escola Caminho das Estrelas, em Alcântara (MA), José Luanderson Silva Moura, explicou o desenvolvimento do projeto da escola na ODE, o qual trabalhou por meio de sensoriamento remoto, com a variação das marés no litoral de Alcântara. “Como existe constante translado entre São Luís e Alcântara, há dificuldade de deslocamento em razão de a janela para navegação ficar cada vez mais curta. Concluímos que na maré cheia a faixa de areia some e quando a maré é quebrada ela tende a se estender”, ressaltou.

Segundo a integrante da equipe Buzz Lightyear, Polyanne Karenine da Rocha, de Natal (RN), a experiência de participar da ODE proporcionou a toda a equipe conhecimentos sobre satélites de sensoriamento remoto, além da oportunidade de analisar e conhecer mais o rio Ceará-Mirim, um curso de água que banha diversos municípios do estado.


“A nossa pesquisa analisou basicamente o índice de vegetação do rio Ceará-Mirim para saber se estava saudável ou não. Por meio de imagens do satélite Landsat constatou-se que fatores climáticos estão influenciando na vegetação e degradação do rio. Esse estudo contribuirá com o acervo de informações sobre o rio, como também mostrará a riqueza natural do nosso estado”, destacou a estudante.

A ODE é uma iniciativa educacional da AEB em cooperação com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-SC), que foi realizada em agosto de 2019, nas capitais de Natal (RN), Florianópolis (SC) e na cidade de Alcântara (MA), com o propósito de popularizar a ciência e formar futuros cientistas. A Olimpíada utilizou imagens captadas por meio dos Satélites Sino-Brasileiros de Recursos Terrestres (CBERS), Landsat e imagens obtidas com o uso de drones. 


Sobre a AEB 

É uma autarquia vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), responsável por formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira. Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para empreender os esforços do governo brasileiro na promoção da autonomia do setor espacial.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022