Nova Rede do INPE Identificará Raios e Tempestades

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada hoje (09/08) no site do “Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)” destacando que nova rede trará informações sobre a incidência de Raios e identificar Tempestades Severas.

Duda Falcão

Nova Rede Informa Incidência de Raios
e Identifica Tempestades Severas

Terça-feira, 09 de Agosto de 2011

O Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em parceria com a Eletrobrás Furnas e outras instituições, lança uma nova rede que trará informações da incidência de raios, pela primeira vez, de todo território nacional e poderá identificar e prever tempestades severas, responsáveis por catástrofes climáticas.

A rede, denominada BrasilDAT, além das descargas nuvem-solo irá detectar as descargas nuvem-nuvem. Esta nova informação permitirá identificar tempestades severas associadas a vendavais, enchentes, granizo, grande incidência de raios e tornados, visto que as descargas nuvem-nuvem estão intimamente associadas a estes fenômenos.

A BrasilDAT será operada pelo ELAT/INPE e contará com 75 novos sensores, dos quais vinte já estão instalados no Sudeste do Brasil. A rede também utilizará informações dos 33 sensores já existentes, o que a coloca como a segunda maior do mundo, perdendo apenas para a norte-americana. Os dados da nova rede estão disponíveis em www.inpe.br/ELAT.

Está previsto que as regiões Sul, Centro-Oeste e Nordeste estejam completamente cobertas até julho de 2012, enquanto a região Norte até o final de 2012. A nova rede coloca o Brasil no grupo dos poucos países do mundo a possuírem informações altamente precisas da ocorrência de raios, sendo o único da região tropical do planeta.

A nova rede foi anunciada na abertura da 14ª Conferência Internacional de Eletricidade Atmosférica (ICAE 2011), que iniciou no último dia 7, no Rio de Janeiro, e vai até o dia 12 de agosto.

Setor Elétrico

Projeto proposto pela Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica
(Abradee) em parceria com o ELAT/INPE deve desenvolver novas tecnologias e sugerir legislação específica voltada à proteção das redes elétricas de distribuição contra desastres naturais.

“Este projeto tem um caráter estratégico para o setor, sendo uma das principais iniciativas visando garantir uma qualidade de energia elétrica condizente com o desenvolvimento tecnológico do país”, comentou Osmar Pinto, coordenador do ELAT/INPE.

Somado a isto, um novo modelo desenvolvido no INPE permite determinar quais as regiões do sistema de transmissão de energia estão sujeitas a maior incidência de raios. Este modelo pode gerar mapas com resolução de até um quilômetro, levando-se em conta as limitações das redes de monitoramento tanto em relação às distâncias e orientação espacial entre as descargas quanto em relação aos sensores. “Este é o modelo do gênero mais preciso existente no mundo, o que permitirá aperfeiçoar os esforços do setor para minimizar a ocorrência é interrupções no fornecimento de energia”, disse Osmar Pinto.

As mudanças no clima são hoje o maior desafio do setor elétrico. Evidências crescentes mostram que os acontecimentos climáticos extremos, associados na maior parte das vezes a tempestades severas, estão ocorrendo com maior freqüência e em um número maior de regiões. O aumento da urbanização nas grandes metrópoles tem causado um aumento da ocorrência de tempestades.

Concurso

Durante a ICAE 2011, no Rio de Janeiro, o ELAT/INPE divulgou os vencedores do concurso “Momento Único – A Melhor Foto e Vídeos de Raios no Brasil”. O concurso teve a participação de 11 estados do país, que enviaram no total 1.770 fotos e 81 vídeos em alta resolução. Foram premiados: Jacomo Piccolini (Melhor Foto), Christian Spencer (Melhor Vídeo) e também Alex Amorim (Prêmio Especial Fotografia).

O concurso, realizado pelo ELAT/ INPE, foi o primeiro do gênero no Brasil e teve como principal objetivo despertar nas pessoas a curiosidade sobre os raios e estimular a busca de informações sobre o fenômeno.

Mais informações em www.inpe.br/ELAT


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022