Força Tarefa do PBMC Reúne-se no INPE

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada hoje (29/08) no site do “Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)” destacando que força tarefa do “Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas” reúne-se no INPE.

Duda Falcão

Força Tarefa do Painel Brasileiro de
Mudanças Climáticas Reúne-se no INPE

Segunda-feira, 29 de Agosto de 2011

No Brasil, as principais fontes de emissões de gases de efeito estufa resultam da derrubada de florestas para conversão da terra em pastagens ou áreas agrícolas, por exemplo. O tema “mudanças do uso da terra” será discutido nesta quarta-feira (31/8) no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP), por especialistas da Força Tarefa em Metodologias de Inventários de Emissões de Gases de Efeito Estufa do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC).

O objetivo da reunião é iniciar as discussões para a preparação de um relatório sobre metodologias alternativas e fatores de emissão para todos os setores que contribuem para as emissões ou remoções de gases de efeito estufa da atmosfera no Brasil. Incluirá, por exemplo, a densidade de biomassa nos diferentes ecossistemas florestais e, também, mudanças de estoque de carbono no solo. O documento também apresentará cenários de emissões; estimativas baseadas em modelagem, além da dinâmica de ocupação da terra e suas implicações no cálculo de emissões de gases de efeito estufa.

"O tema mudança de uso da terra é o primeiro a ser tratado pela Força Tarefa. À medida que os trabalhos deste grupo forem avançando, expandiremos as discussões para incluir os outros setores, particularmente energia, processos industriais, agricultura e tratamento de resíduos", explica Thelma Krug, uma das coordenadoras da Força Tarefa.

O Painel

Inspirado no Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU, o IPCC, o Painel Brasileiro produzirá relatórios com a atualização completa das bases técnicas e científicas sobre a situação do Brasil frente às mudanças climáticas, seus riscos, efeitos e impactos sobre o desenvolvimento do País.

Além da Força Tarefa, o Painel possui três Grupos de Trabalho (GTs). Em 2012, será lançado o Primeiro Relatório de Avaliação Nacional (RAN1), que tratará dos aspectos científicos sobre mudança do clima (GT 1); adaptação, incluindo impactos e vulnerabilidades (GT 2); e mitigação (GT 3).

À Força Tarefa cabe a revisão periódica da literatura científica, visando o aperfeiçoamento da aplicação das diretrizes do IPCC para a elaboração dos inventários nacionais de emissões antrópicas por fontes e remoções por sumidouros de gases de efeito estufa não controlados pelo Protocolo de Montreal, no que tange a determinação e seleção de metodologias alternativas e fatores de emissão relacionados às circunstâncias nacionais.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial