Radar Meteorológico Móvel Atende Região Metropolitana de Vitória

Olá leitor!

Segue agora uma nota postada hoje (07/01) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) destacando que Radar Meteorológico Móvel atende região metropolitana de Vitória.

Duda Falcão

Radar Meteorológico Móvel Atende
Região Metropolitana de Vitória

Rodrigo PdGuerra
Ascom do MCTI
07/01/2014 - 14:49

Um radar meteorológico móvel começou, nesta terça-feira (7), a auxiliar o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (CEMADEN/MCTI) no acompanhamento das chuvas que atingem a região metropolitana de Vitória. O equipamento tem raio de alcance de 100 quilômetros (km) e está instalado no Morro do Moreno, em Vila Velha (ES).

O aparelho monitora áreas de risco próximas à capital capixaba até abril, quando um radar fixo, com abrangência quatro vezes maior, deve ser instalado em Santa Teresa, a 50 km de Vitória. O CEMADEN adquiriu nove unidades do modelo definitivo, no fim de 2012, de um consórcio formado pela empresa alemã Selex Systems Integration, proprietária do dispositivo temporário, e pela gaúcha Engelétrica Sul, responsável pela instalação.

Em dezembro passado, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, inaugurou em Natal (RN) o primeiro dos nove radares. Os equipamentos integram o Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, lançado pela presidenta Dilma Rousseff em 2012.

Segundo o pesquisador responsável pelo projeto de radar meteorológico do CEMADEN, Carlos Frederico Angelis, o dispositivo móvel tem o papel de ajudar a Defesa Civil a planejar ações de resposta para evitar catástrofes, ao identificar a intensidade e o local das chuvas com até três horas de antecedência.

Enquanto não fornece todos os radares fixos, a Selex cede dois aparelhos móveis ao CEMADEN. O outro dispositivo deve ser alocado em Porto Seguro (BA).

Monitoramento

A rede observacional do CEMADEN no Espírito Santo conta com 61 pluviômetros automáticos – aparelhos capazes de medir quantidade e intensidade de chuva e transmitir dados em tempo real ao centro, em Cachoeira Paulista (SP). Há previsão de entrega de mais 101 unidades ao estado, a serem instaladas em locais previamente vistoriados e autorizados.

Os equipamentos se distribuem por 34 municípios: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Alegre, Anchieta, Aracruz, Barra de São Francisco, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindenberg, Guaçuí, Guarapari, Ibiraçu, Itaguaçu, Itapemirim, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Mantenópolis, Nova Venécia, Pancas, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Mateus, São Roque do Canaã, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória.

Para complementar o monitoramento das chuvas, o CEMADEN entregou 58 aparelhos semiautomáticos a 16 cidades capixabas – 29 deles já instalados pelas prefeituras capacitadas para participar do projeto Pluviômetros nas Comunidades.

Diferente dos dispositivos automáticos, esses equipamentos precisam ser operados por grupos locais especialmente treinados. Agentes comunitários recebem orientações de como proceder em situações de alerta, fortalecendo a capacidade de enfrentamento a eventos adversos.

O centro ligado ao MCTI distribuiu grande parte dos pluviômetros semiautomáticos destinados ao Espírito Santo nos lotes de agosto e outubro. Dos 16 municípios que receberam aparelhos, dez já os instalaram: Afonso Cláudio, Anchieta, Aracruz, Barra de São Francisco, Castelo, Colatina, Domingos Martins, Marechal Floriano, Santa Leopoldina e Viana. O projeto também deve contemplar nos próximos meses Santa Maria de Jetibá, com cinco unidades.

Além de radares e pluviômetros, o Espírito Santo tem previsão de receber do CEMADEN 17 estações hidrológicas, voltadas ao monitoramento de enchentes e inundações.

O último boletim de notícias emitido pela Defesa Civil capixaba confirma a morte de 24 pessoas em razão de chuvas de dezembro e o desaparecimento de outras duas vítimas. Deslizamentos de terra e enchentes afetaram 54 dos 78 municípios do estado.


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes