Inova Aerodefesa Entra na Última Etapa do Processo de Seleção

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (29/01) no site do Ministério da Defesa (MD) destacando que o Inova Aerodefesa entrou em sua última etapa de processo de seleção.

Duda Falcão

Inova Aerodefesa Entra na Última
Etapa do Processo de Seleção

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4070

Brasília, 29/01/2014 – A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), divulgou na terça-feira (28) o resultado preliminar da etapa de estruturação do Plano de Suporte Conjunto (PSC) do Inova Empresa. Lançado no ano passado pelo Governo Federal, o programa visa financiar projetos que beneficiem os setores de defesa e aeroespacial, com um orçamento previsto de R$ 2,9 bilhões.


Ao todo, foram aprovados 311 projetos de empresas, algumas das quais terão acesso a recursos não reembolsáveis de R$ 291 milhões. As empresas selecionadas têm até o dia 7 de fevereiro para interposição de recursos. O resultado final do PSC, após a análise dos recursos, será divulgado no dia 25 de fevereiro.

Articulado entre os ministérios da Defesa, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e do MCTI, o Inova Aerodefesa prevê apoio financeiro por meio de crédito, subvenção econômica, investimento e o financiamento a empresas brasileiras e instituições científicas tecnológicas no ciclo produtivo de diversos equipamentos.

O programa abrange quatro setores: aeroespacial, de defesa, de segurança e de materiais especiais. A parte aeroespacial inclui tecnologias para foguetes de sondagem e veículos lançadores de satélites, plataformas espaciais e produtos da indústria aeronáutica.

A de defesa contempla sensoriamento remoto, sistemas de comando e controle e inovação tecnológica em projetos e programas prioritários. Na área de segurança, os produtos referem-se a sistemas de identificação biométrica e de informações, além de armas não letais. O último setor, o de materiais especiais, reúne fibras de carbono e ligas metálicas, resinas e propelentes sólidos, tubos e demais equipamentos.

O processo de seleção pública contou com cinco etapas: manifestação de interesse (julho/2013), seleção de empresas líderes (agosto/2013), apresentação dos planos de negócios (outubro/2013), seleção dos planos de negócios (dezembro/2013) e estruturação do PSC (janeiro/2014).

Veja também:



Fonte: Site do Ministério da Defesa (MD)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial