Astrônomos Mineiros Descobrem Primeiro Cometa 100% Brasileiro

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria mais completa postada dia (24/01) no site “Inovação Tecnológica” dando destaque a descoberta por astrônomos brasileiros (já anunciada aqui no blog) do primeiro cometa brasileiro.

Duda Falcão

Plantão

Astrônomos Mineiros Descobrem
Primeiro Cometa 100% Brasileiro

Redação do Site Inovação Tecnológica
24/01/2014

[Imagem: Observatório SONEAR]
O C/214 A4 SONEAR é o primeiro cometa descoberto por astrônomos
brasileiros operando um observatório em território nacional.

Méritos Próprios

Bastaram alguns poucos dias de operação para que um telescópio brasileiro, projetado e construído por brasileiros, em um observatório também construído por eles, com recursos próprios, identificasse um cometa até agora desconhecido.

É o primeiro cometa genuinamente tupiniquim.

O feito é mérito total de Cristóvão Jacques, Eduardo Pimentel e João Ribeiro de Barros, astrônomos que fazem o trabalho por amor à astronomia, sem receber nada em troca - por isso eles são chamados "amadores".

Os três astrônomos construíram seu próprio observatório, o SONEAR (Southern Observatory for Near Earth Research), nas montanhas de Oliveira, a 120 km de Belo Horizonte (MG).

O telescópio, com uma abertura de 450 milímetros, é automatizado e controlado remotamente pela internet.

Toda a estrutura e a operação do telescópio é bancada com recursos próprios dos três pesquisadores

[Imagem: Telescópio SONEAR/Divulgação]
O telescópio de rastreio do SONEAR é atualmente o único no hemisfério
sul a procurar por objetos próximos à Terra, eventualmente com risco de colisão.

Cometa Brasileiro

A descoberta do primeiro cometa genuinamente brasileiro ocorreu no dia 13 de janeiro, sendo batizado oficialmente de C/214 A4 SONEAR pela União Astronômica Internacional.

O cometa, com cerca de 20 km de diâmetro, tem uma órbita parabólica e não está em rota de colisão com a Terra.

Seu ponto de maior aproximação da Terra deverá ser alcançado em 2015, a uma distância de cerca de 450 milhões de km.

Os três astrônomos afirmam esperar que muitas outras descobertas ocorram com a ajuda do SONEAR nos próximos anos.


Fonte: Site Inovação Tecnológica - http://www.inovacaotecnologica.com.br/

Comentários

  1. É isso que eu digo...

    Quem quiser, nesse país, com as condições vigentes, desenvolver algum projeto científico decente, tem que contar apenas com os próprios recursos, ou recursos privados de alguma forma.

    Quando o governo não aparece para atrapalhar, as coisas funcionam.

    É lamentável, mas é a nossa realidade.

    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns aos astrônomos que provam que a palavra amador nada a ver com não ter "experiência" ou knowhow, mas sim por AMAR sem ser amado e fazer esse trabalho científico por simples AMOR à ciência, mesmo que isso cause DOR em seu bolso, mas o Amor do AmaDor é muito maior que isso!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial