Visiona Lança Serviço de Sensoriamento Remoto Por Satélite e Anuncia Novas Parcerias

Olá leitor!

Segue abaixo um press release divulgado ontem (19/11) no site da Empresa Brasileira de Aeronáutica (EMBRAER) destacando que a Visiona Tecnologia Espacial lançou serviço de sensoriamento remoto por satélite, além de anunciar novas parcerias.

Duda Falcão

Visiona Lança Serviço de Sensoriamento
Remoto Por Satélite e Anuncia Novas Parcerias

São José dos Campos, 19 de novembro de 2015 – A Visiona Tecnologia Espacial acaba de lançar um serviço de fornecimento e análise de imagens de satélites com o objetivo de desenvolver grandes projetos de sensoriamento remoto no Brasil e países vizinhos. Para isso, a empresa firmou acordos de distribuição com alguns dos principais operadores de satélites de observação da Terra: Airbus, DigitalGlobe, Restec e SI Imaging Services.

Por meio destes acordos a Visiona estabeleceu uma constelação virtual com características únicas, capaz de coletar grandes volumes de imagens com altas taxas de revisita. A grande diversidade dos sensores presentes nessa constelação permitirá à empresa fornecer soluções superiores para as mais variadas aplicações de sensoriamento remoto, em áreas como defesa, proteção ambiental, prevenção de desastres naturais, energia e planejamento territorial.

No total, a Visiona terá acesso unificado a uma constelação composta por quase 20 satélites ópticos com resoluções de 31 cm a 22 metros e três satélites-radar com resoluções de 25 cm a 95 metros em múltiplas bandas, incluindo a Banda-L, tecnologia única no mundo, particularmente importante para o atendimento dos requisitos legais e técnicos do monitoramento ambiental do País. “Poucas empresas no mundo conseguiram montar uma constelação virtual com esta capacidade. Esses satélites representam o que há de mais moderno atualmente”, disse Eduardo Bonini, Presidente da Visiona. “Além disso, o corpo técnico da Visiona conta com profissionais altamente qualificados voltados à prestação de um suporte diferenciado aos clientes”.

As parcerias firmadas permitirão à Visiona desenvolver soluções integradas únicas e trazer para o Brasil o estado-da-arte em termos de sensoriamento remoto. Desta forma, por exemplo, a empresa poderá explorar o acervo de imagens de seus parceiros de forma combinada, formando o maior conteúdo de imagens de alta resolução do Brasil atualmente, e oferecer Modelos Digitais de Terreno para qualquer tipo de aplicação.

Em conjunto com a Bradar, empresa do grupo Embraer voltada ao sensoriamento remoto aerotransportado via radar, a Visiona passará a fornecer soluções integradas usando sensores em aviões e satélites, e serviços de alto valor agregado como mapas temáticos e detecção de mudanças. A Visiona também poderá se associar a outras empresas que já atuam no Brasil com o objetivo de desenvolver novas soluções e promover a adoção de tecnologias de sensoriamento no País de modo a fomentar o surgimento de programas de satélites nacionais.

Sobre a Visiona

A Visiona Tecnologia Espacial S.A. é uma empresa dos grupos Embraer e Telebras, constituída com o objetivo inicial de atuar na integração do sistema do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) do governo brasileiro, que visa atender às necessidades de comunicação satelital do Governo Federal, incluindo o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) e um amplo espectro de comunicações estratégicas de defesa. A Visiona tem também como objetivo atuar como empresa integradora de satélites, com foco nas demandas do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE/AEB) e do Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE/FAB).


Fonte: Site da Empresa Brasileira de Aeronáutica (EMBRAER)

Comentários

  1. Prezado Duda, faltou seu costumeiro comentário. Eu, particularmente, achei uma das mais promissoras notícias de 2015 na área espacial brasileira, em meio a tantas mazelas a que fomos submetidos, principalmente, pela incompetência do governo brasileiro em gerir qualquer coisa e nem falo da área espacial, porque é querer demais de pessoas de tão pouca capacidade intelectual, a despeito da presidente da república que nem deve saber o que é um satélite. Na sua visão, teria algum impacto para o INPE?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Bernardino!

      Já disse por diversas vezes o que penso da Visiona, uma empresa que nasceu de forma errada motivada por questões nebulosas. A ideia da criação de uma empresa integradora por sí só não é uma ideia ruim, desde que tenha como principal meta (fora é claro o de dar lucro como toda empresa) o de motivar e incentivar o desenvolvimento da industria nacional sempre optando pela tecnologia brasileira quando possível, e o que ela vem fazendo é simplesmente contratar tecnologia de fora. Portanto para mim a Visiona é um tremendo engodo que só vai favorecer a Embraer e a quem mais estiver envolvido com esta história e ai não está incluído o nosso Patinho Feio. Quanto se vai ter algum impacto sobre o INPE, diante do que eu disse, o que você acha?

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022