Major-Brigadeiro Explica Confusão aos Colegas - O Globo


Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria publicada ontem 18/09 no jornal “O Globo” destacando a discussão entre o diretor-geral da parte brasileira da empresa bi-nacional Alcântara Cyclone Space (ACS), o senhor Roberto Amaral e o ex-diretor de Transporte Espacial de Licenciamento da Agência Espacial Brasileira (AEB), o major-brigadeiro da reserva Antonio Hugo Pereira Chaves, segundo a visão do brigadeiro.

Duda Falcão

Reação Necessária

Brigadeiro Afirma ter Socado Mesa
em Reação a Amaral

Chico Otavio
18/09/2009


O major-brigadeiro da reserva Antonio Hugo Pereira Chaves, demitido do cargo de diretor de Transporte Espacial de Licenciamento da Agência Espacial Brasileira (AEB) depois de brigar com o ex-ministro da Ciência e Tecnologia Roberto Amaral, explicou aos colegas da Aeronáutica que sua atitude no episódio "foi uma reação necessária, visando a colocar uma pessoa arrogante e desequilibrada no seu devido lugar".

Pereira Chaves, chamado pelos amigos de "brigadeiro fogueteiro" por ser considerado um dos maiores especialistas em foguetes da Força Aérea, enviou uma mensagem por e-mail para colegas do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) com a sua versão sobre a briga. Ele se desentendeu com Roberto Amaral, atual diretor-geral brasileiro da binacional Alcântara Cyclone Space, durante reunião para discutir os atrasos do projeto de lançamento do primeiro foguete de teste da empresa, o Cyclone 4, previsto para dezembro do ano que vem, conforme revelou Merval Pereira em sua coluna.

Brigadeiro Diz que Amaral Tentou "Ganhar no Grito"

No e-mail, única manifestação pública do oficial sobre o episódio, o major-brigadeiro disse que, embora tenha o costume de somente ficar observando as conversas pela internet, se sentia agora no dever de esclarecer o que aconteceu. Segundo ele, na reunião que deveria ter caráter técnico, Amaral teria elevado o tom da discussão e tentado "ganhar no grito".

- Minha reação foi, também, elevar o tom de voz quando ele escandalosamente bateu na mesa. Eu repeti o gesto. Ele gritou um palavrão (filho da puta) e segurou um copo com água, mas antes que conseguisse arremessá-lo em mim (eu sempre fui rápido no gatilho), levou um banho, caindo sentando na cadeira e ainda proferindo palavrões - escreveu Chaves.

Destino de Quilombolas é uma das Razões de Divergência

Uma das razões da briga seria a divergência entre Chaves e Amaral sobre o destino a ser dado às comunidades tradicionais (quilombolas e indígenas) que ocupam áreas da base de lançamentos. A AEB, porém, não divulgou o motivo oficial da saída do brigadeiro.

No e-mail o oficial conta ainda que, após fracassar na primeira tentativa, Amaral teria conseguido arremessar o copo e a água, molhando a calça e o sapato do militar.

- Na sequência, levantou-se (Amaral) gritando os mesmos palavrões e foi seguro pelos funcionários.
O major-brigadeiro Chaves, que escreveu o e-mail antes de saber que seria exonerado, encerrou a mensagem dizendo que gostaria de deixar claro que a sua participação no programa espacial era totalmente idealista: "Vim para Brasília pensando em poder ajudar a reconstruir o programa e espero ainda poder contribuir para isso".


Fonte: Site do jornal “O GLOBO”

Comentário: Como o leitor pode notar meu comentário anterior de que o major-brigadeiro poderia pedir baixa para ir para a iniciativa privada depois desse episódio já não tem sentido, pois o mesmo pelo o que o Globo diz, já é da reserva. Outra coisa a se notar leitor em minha opinião segundo a matéria e pelo que podemos observar até agora dessa confusão toda, é que além de incompetente e político irresponsável, o senhor Roberto Amaral parece não ser uma pessoa equilibrada mentalmente para assumir o cargo que possui. Infelizmente leitores para o PEB esse senhor é uma das figuras mais prestigiadas dentro do governo e por enquanto não corre qualquer risco de cair e quem esta correndo risco com a sua nefasta presença é justamente o Programa Espacial Brasileiro. Lamentável!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022