CLBI Descerra Placa de Revitalização de Lançador MRL


Olá leitor!

Segue abaixo uma noticia postada hoje (10/09} no site do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) destacando revitalização do “Lançador de Foguetes de Porte Médio” do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), em Parnamirim - RN.

Duda Falcão

CLBI pronto para Lançar Foguetes de Porte Médio

10-09-2009

Nessa terça-feira (08), o Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, Ten Brig Ar Cleonilson Nicácio Silva, descerrou a placa de revitalização do Lançador MRL (Medium Class Rocket Launcher – Lançador de Foguetes de Porte Médio), na área das plataformas do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), localizado em Parnamirim (RN).

O Projeto de Revitalização do Lançador, iniciado em meados de 2008, representou um desafio aos técnicos, engenheiros e militares do CLBI, pois exigiu análise detalhada do sistema elétrico, mecânico, estrutural e de sensoriamento do MRL. Todo o esforço resultou na recuperação total da capacidade de elevação de carga do lançador, o que garante a excelência de futuras atividades de lançamento.

MRL - Instalado em uma base de concreto, o Lançador de Foguetes de Porte Médio do CLBI, com capacidade de elevação de carga para foguetes de múltiplos estágios com até 7.5 toneladas de peso, é usado para posicionar o foguete (em elevação e azimute) e prover trilhos-guias para sua decolagem. A elevação e a orientação do lançador são eletricamente controladas, quer a partir das proximidades do lançador, quer a partir de local remoto.



Fonte: Site do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA)

Comentário: É o CLBI se preparando para os dois vôos que ainda acontecerão esse ano nesse centro de lançamento, ou seja, o vôo do foguete americano Improved Orion e o vôo do foguete VSB-30 com experimentos do “Programa Microgravidade” da AEB.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial