Rússia Vai Propor Criar Nova Estação Espacial Perto da Lua

Olá leitor!

Segue abaixo uma interessante notícia publicada hoje (22/09) no site do Sputnik News Brasil destacando que a Rússia vai propor criar nova estação espacial perto da Lua com a participação dos EUA ou/até em parceria com os países integrantes do BRICS

Duda Falcão

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Rússia Vai Propor Criar
Nova Estação Espacial Perto da Lua

Sputnik News Brasil
22/09/2018 - 11:00
Atualizado 22/09/2018 - 11:05

© Foto: Roskosmos/Sergei Ryazansky

A Rússia irá propor um novo projeto de estação espacial próximo da Lua, reporta a agência espacial Roscosmos.

"Poderá ser uma estação russa ou internacional, esse é um assunto a tratar nas negociações", disse Dmitry Rogozin, diretor da Roscosmos, em reunião com jovens especialistas do setor. 

Ele não descartou a participação dos EUA no novo projeto. Além disso, é possível que a estação seja criada em parceria com os países parceiros do BRICS. 

Segundo o diretor da corporação, durante a preparação para o lançamento da nova tripulação da Estação Espacial Internacional (ISS, sigla em inglês), previsto para o dia 11 de outubro, ele terá conversações em Baikonur com o administrador da NASA Jim Bridenstine e debaterá a visão russa de cooperação na órbita da Lua.

Anteriormente, Rogozin observou que a Rússia não pode se dar ao luxo de participar do programa de uma estação próxima da Lua com os EUA nos moldes em que o projeto existe hoje.

Projeto Gateway

Em setembro do ano passado, a Roscosmos e a NASA assinaram um memorando de cooperação para a criação de uma estação internacional na órbita da Lua, denominada mais tarde The Gateway.

Supõe-se que o primeiro módulo – Módulo de Propulsão de Potência – será lançado em 2022. E, em 2023, o módulo de armazenamento de combustível ESPRIT e o módulo americano U.S.Utilization, um pequeno espaço pressurizado que permite a entrada de uma equipe na primeira missão de montagem da Gateway.

Está em planejamento também o lançamento de um módulo de logística e um braço manipulador para transportar cargas ao longo da superfície da estação. Os módulos residenciais internacionais e norte-americanos devem ser adicionados de 2024 a 2025.

Foi proposto à Rússia a construção de um compartimento para a saída dos cosmonautas para a superfície da estação. No entanto, segundo a fonte disse à Sputnik, esse papel não satisfez o lado russo — o compartimento deveria ser construído de acordo com os padrões técnicos norte-americanos, nomeadamente com as medidas dos escafandros estadunidenses.


Fonte: Site Sputniknews Brasil - http://br.sputniknews.com/

Comentário: Pois é leitor, diante da atual situação de descaso com o PEB, pensar na participação brasileira em um projeto como esse nos parece mais falácia do que qualquer outra coisa. Não é possível que o diretor da Roscosmos, Dmitry Rogozin, tenha levantado essa hipótese com seriedade, e o mais provável é que ele tenha dito BRICS se referido a China, Índia e África do Sul, países estes que conduzem os seus programas espacias com competência e seriedade. Mas enfim tá ai a notícia.

Comentários

  1. Realmente triste ver tais oportunidades passando e mais uma vez não estarmos entre as grandes nações como deveríamos. O novo governo parece entender a importância do Brasil ser uma grande nação, e espero que o novo ministro Marcos Pontes possa ter os meios de mostrar que participando do Projeto Gateway (até agora nunca abordado pelo Brasil) possa trazer o orgulho pro Brasil.

    A partir da década de 30, caso tudo dê certo com o Project Gateway, o homem voltará a Lua não só pra fincar uma bandeira, mas pra usar a Lua como uma nova economia através da exploração de recursos, como água e minerais. JAXA, ESA, Roscosmos e CSA irão mandar seus astronautas para a Lua e cada vez mais irão se consolidar como potências mundiais. Brasil não pode perder a onda mais uma vez.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite