Pesquisadora do ON Integra Comitê Executivo da União Astronômica Internacional

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (03/09) no site do “Observatório Nacional (ON)” destacando que a astrônoma Daniela Lazzaro deste observatório brasileiro, passou a integrar o “Comitê Executivo da União Astronômica Internacional (IAU, do inglês International Astronomical Union)”.

Duda Falcão

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Pesquisadora do ON Integra Comitê
Executivo da União Astronômica Internacional

Publicado: Segunda, 03 de Setembro de 2018, 19h48
Última atualização em Segunda, 03 de Setembro de 2018, 19h50

A pesquisadora Daniela Lazzaro, da Coordenação de Astronomia e Astrofísica do Observatório Nacional, passou a integrar o Comitê Executivo da União Astronômica Internacional (IAU, do inglês International Astronomical Union) como vice-presidente. A IAU, fundada em 1919, tem como missão promover e salvaguardar a ciência da astronomia em todos seus aspectos através da cooperação internacional. É dirigida por um Comitê Executivo formado pelo presidente, presidente-eleito, secretário geral, assistente do secretário geral e seis vice-presidentes. O novo Comitê Executivo foi aprovado na XXX Assembleia Geral da IAU, em Viena, Áustria, na última quinta-feira, dia 30 de agosto, contando com cerca de 3 mil participantes.

Daniela Lazzaro, ao centro da mesa, durante a Assembleia Geral da IAU.

A astrônoma Daniela Lazzaro é pesquisadora do ON desde 1983, liderando estudos na área de Ciências Planetárias. É membro da IAU desde 1988, onde integrou diversas comissões, grupos de trabalho e coordenou a organização da XXVII Assembleia Geral, realizada no Rio de Janeiro, em 2009.

A pesquisadora considera “uma grande honra ter sido escolhida para integrar o Comitê Executivo. Acho que é uma clara indicação do respeito e visibilidade internacional da pesquisa realizada no Brasil.  De minha parte, sempre estive participando de comissões e grupos de trabalho em prol da ciência e de seu compromisso com a sociedade em geral. Por exemplo, atualmente era membro do Comitê Organizativo da Divisão F – Ciências Planetárias e Astrobiologia – cujo papel é o de discutir as melhores formas de aprimoramento, de visibilidade e de cooperação internacional para a área como um todo. Ao mesmo tempo, também era membro do Comitê de Mulheres na Astronomia, cujo trabalho é o de conscientizar a comunidade sobre a sub-representação das mulheres na área e discutir medidas para alcançar um melhor equilíbrio. Nossa sociedade é diversa, e essa diversidade deve se refletir em todos os setores”.

Esta é a segunda vez que um astrônomo brasileiro integra o Comitê Executivo da IAU. De 2003 a 2009, a Dra. Beatriz Barbuy, da USP, também ocupou a posição de vice-presidente.  A IAU, fundada em 1919, reúne mais de 13.500 astrônomos profissionais de mais de 100 países em todo o mundo.

“Participar do Comitê Executivo da IAU é, para mim, tarefa de grande responsabilidade, principalmente neste momento, quando o país vive seríssimas restrições orçamentárias tanto no âmbito da ciência quanto da educação e da cultura. Hoje mesmo, estamos todos de luto pela incalculável perda do Museu Nacional, tanto no que diz respeito ao seu acervo quanto às pesquisas que lá vinham sendo desenvolvidas apesar dos baixos investimentos.”



Fonte: Site do Observatório Nacional (ON)

Comentário: O reconhecimento profissional de um pesquisador é sempre uma grande honra, mas unicamente quando o mesmo ocorre por reais serviços prestados a Ciência como neste caso da astrônoma Daniela Lazzaro. Bem diferente (por exemplo) do ato infeliz realizado em outubro de 2012 pela FAB, quando na época a mesma premiou um tremendo banana de carreira com a “Ordem do Mérito Aeronáutico” (reveja aqui). Isso foi degradante e uma grande afronta não só ao PEB, a própria FAB, bem como a toda Sociedade Brasileira. Precisamos mudar esta cultura, prêmio só deve ser dado há quem fez por merecer, neste caso a quem realmente contribuiu com o desenvolvimento científico e tecnológico do país, e não a sanguessugas incompetentes e bananas com o Sr. Braga Coelho. Aqui aproveito para parabenizar a astrônoma Daniela Lazzaro por esta conquista, bem como a toda Comunidade Astronômica Brasileira pelo grande avanço alcançado nos últimos 20 anos pela Astronomia Brasileira. Estamos na luta e rumo à vitória com o Bolsonaro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022