O Que Houve Com a Missão ASTER?

Olá leitor!

Semana passada eu fui questionado por um de nossos leitores como estavam às atividades de desenvolvimento da fantástica Missão ASTER, missão esta coordenada pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), em parceria com o INPE e diversas outras instituições de pesquisa e universitárias espalhadas pelo Brasil que, visava levar ao sistema triplo de asteroides “2001 SN263” a primeira sonda espacial brasileira de espaço profundo.

Sinceramente naquele momento fiquei sem saber o que dizer a este entusiasta das atividades espaciais brasileiras, e só lhe disse que a ultima informação que eu havia tido foi que uns dos idealizadores e coordenador desta importante missão, o Prof. Dr. Othon Cabo Winter, havia estado dia 30/06 deste ano na UNESP de Guaratinguetá (SP) para ministrar no auditório do Departamento de Matemática uma palestra denominada “Missão ASTER: Primeira Missão Espacial Brasileira Para o Espaço”.

Porém antes deste evento, vale aqui dizer leitor que, segundo informações obtidas pelo Blog, a grande dificuldade do grupo envolvido com esta desejada missão era a falta de recursos que ameaçava de morte no nascedouro esta fantástica missão científica e tecnológica brasileira.

Houve até um período em que pareceu que esta missão poderia sair do papel quando, no segundo desgoverno da petista DILMA ROUSSEFF, fontes governamentais começaram a sinalizar que estava nos planos de seu desgoverno a realização desta missão em parceria com os russos. Entretanto, como era de se imaginar, pelo menos até onde temos ciência, tudo não passou de uma ‘cortina de fumaça’, e ao final a petista acabou impeachmada e as esperanças (de quem acreditou) mais uma vez frustradas.

Concepção artística da Sonda ASTER

O evento realizado em junho na UNESP, demostra (pelo menos até aquela data) que, a missão continuava na pauta deste grande grupo formado por mais de dez instituições brasileiras, uma verdadeira esquadra que tem como objetivo não só a pesquisa em C&T, bem como também colocar o Brasil no clube das nações que já realizaram e realizam missões de espaço profundo.

Só resta agora torcer leitor para que o próximo governo (para o bem de todos o do Bolsonaro) tenha a sensibilidade de realmente dar um rumo desenvolvimentista as atividades espaciais do país, e que esta missão, bem como outras tão importantes quanto, possam finalmente deixar o campo da fantasia.

Entretanto leitor, a pergunta titulo deste artigo continua valendo, e quem sabe um dia poderá ser respondida por aqueles que tem o poder para isso, vamos aguardar.

Duda Falcão

Comentários

  1. Hola Duda Falcao, muy interesante esta misión y toda una sorpresa...puedes comentar que otras misiones tiene planificas Brasil, pues en la wikipedia a penas hay datos de sus sus futuras misiones...

    un s2 y gracias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola Sr. Erick Hernandez Rivera!

      Planificadas son diversas, así como las en curso, y de diversos tamaños. Pero para mí las más significativas son la sonda lunar "Garatéa-L" del Consorcio GARATÉA, y la ASTER.

      Saludos desde Brasil

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  2. Por favor, esse blog é para informações sobre o desenvolvimento científico ou para ficar pregando opiniões políticas? Que tipo de local é esse que parcializa as notícias? A ciência não pode ser descriminadora nem opinativa. Achei o espaço muito interessante, mas agora me decepcionei, e não tem haver com divergência política, e sim com a presença da opinião política em um relato voltado a temas científicos. Para piorar, defendendo um cara que banalizou a cultura do ódio? Poxa, tinha gente melhor para tomar de inspiração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      Lhe respondendo eu diria sim, esse blog é para informações sobre o desenvolvimento científico e tecnológico do setor espacial e de suas ciências correlatas, mas só quando ele existe e quando não existe, meus leitores me cobram para saber o que houve de verdade. É por isto que o Blog tem grande credibilidade junto aos seus leitores no Brasil e fora dele, independentemente de minhas opções politicas. Continue nos acompanhando.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    2. Anônimo, vc é que se deu mal postando suas conclusões políticas sobre um presidente da República e o fake news da cultura do ódio que a esquerda espalha. Eu gostei da matéria e foi esclarecedor. Sabemos que na ciência os elementos políticos são financiáveis aos projetos, isso não inclui que seja cego politicamente. Só não posso doutrinar.

      Excluir
    3. Olha bom dia, falar de projeto espacial brasileiro sem mencionar Governo eh muita hipocrisia. Realmente houve sim um desgoverno no passado e o porque no comentar aqui??? A Constituicao Brasileira nos resguarda de expressarmos nossas opinioes sim. Parabens pela informacao.

      Excluir
    4. Gostei da coragem de se posicionarem politicamente! Parabéns e continuem firmes. Abraço!

      Excluir
  3. A missao ASTER está preparando um projeto para pedir incentivo ao CNPQ, estamos junto com uma empresa trabalhando para esse fim.

    Hoje (24/10/18) tivemos uma reunião para discutir alguns assuntos na missão, inclusive sobre como fazer a conversa dos modulos de pesquisa com o satélite. Acredito que agora vai !!! Ps: eu faço parte da equipe que vai construir o espectrômetro infravermelho na UFABC.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luizão!

      Que bom amigo, grandes notícias você nos trás. Vou ficar aqui na torcida. Sucesso pra todos vocês.

      Abs

      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  4. Há uma versão circulando, de que este programa seria uma cortina de fumaça para introduzir a Rússia no Brasil (como acontece agora na Venezuela) que daria suporte para o famigerado Forum de São Paulo e apoio na criação da URSAL. Teorias ou fake news??????????

    ResponderExcluir
  5. Sem entender absolutamente nada sobre o assunto, mas como sou "burrinho" mas esforçado ouvi atento a entrevista da ex presidenta Dilma. Estranhei muito três "detalhes" sobre a Missão Aster:
    1) Foi dito que o General russo Voski seria o comandante da base no Brasil;
    2) Em seu discurso Putin disse sobre a base russa UFA em solo brasileiro que é importante para os dois países e que o Brasil é importante para os projetos militares russos futuramente;
    2) Inicialmente seriam trazidos 8000 militares e 1300 técnicos civis e, segundo Putin chegaria a 21000 soldados das forças armadas russas e tropas especiais e complementou que a lei aprovada que permitiria todos os russos circularem pelo Brasil facilitou muito;
    3) O valor ventilado que custaria ao Brasil de 40 milhões de reais soa ridículo, cerca de 10 milhões de dólares para um projeto de tal magnitude. Até porque é um projeto de apenas quatro ou cinco nações no mundo. Só o BNDS entregou as nações amigas socialistas 500 bilhões de reais.
    Enfim, pouquíssimo foi falado de projeto tão importante. Tudo que o governo petista faria era divulgar muito se fosse tão bom e esconder, como o porto de Cuba em um projeto secreto.

    ResponderExcluir
  6. se não fosse a opinião politica seria uma ótima ferramenta para pesquisa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial