INPE - Com. Internacional Discute Normas da Ind. Espacial

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (27/10) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que a comunidade internacional discute esta semana no instituto as normas da indústria espacial.

Duda Falcão

Comunidade Internacional Discute
Normas da Indústria Espacial no INPE

27/10/2010

Representantes do Brasil, EUA, Rússia, França, China e Japão estão reunidos esta semana no LIT (Laboratório de Integração e Testes), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), de São José dos Campos, para a busca de consenso na elaboração de novas normas para a indústria espacial.

Os participantes deste encontro fazem parte de três grupos de trabalho do subcomitê SC14 (Sistemas e Operações Espaciais) do TC20, o comitê para assuntos ligados à aeronáutica e espaço da ISO (International Organization for Standartization).

As discussões giram em torno de temas como engenharia de projeto, componentes eletrônicos, painéis solares, testes de lançadores e motores de foguete, combustíveis de satélites, entre outros.

“As comissões de estudos elaboram normas no intuito de melhorar a segurança, aumentar a confiabilidade e a qualidade dos produtos, facilitar parcerias e também reduzir custos”, explicou o coordenador do encontro no INPE Carlos de Oliveira Lino, que também é membro da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), representante na ISO.

As reuniões do SC14 representam, segundo o americano David Hirsch, um passo importante para a cooperação internacional e a unificação de objetivos na exploração espacial. “Trabalhando juntos conseguimos identificar problemas técnicos e buscar entendimentos entre parceiros”, afirmou Hirsch, líder do grupo de trabalho WG6 Materials and Process.

Para o líder do WG1 Design Engineering and Production, o japonês Keiichino Eishima, estas reuniões são fundamentais para que os participantes, Brasil, Japão, China, EUA e ESA (Agência espacial européia), conheçam as tecnologias já existentes no mundo e troquem informações. “Se todos nós tivermos um bom padrão de qualidade, poderemos fazer bons negócios”, completou.

Com sede em Genebra, a ISO é uma organização internacional com 167 membros e que desenvolve e publica normas internacionais em várias áreas da tecnologia. O Brasil é representado neste órgão pela ABNT.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite