GEO - INPE Defende Exp. do Compartilhamento de Dados

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (27/10) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que o instituto irá defender a expansão do compartilhamento de dados de satélites no GEO.

Duda Falcão

INPE Defende Expansão do Compartilhamento
de Dados de Satélites no GEO

27/10/2010

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) vai participar da Cúpula do Grupo de Observação da Terra (GEO, na sigla em inglês), entre os dias 3 e 5 de novembro, em Beijing, na China, defendendo a política global de livre acesso a dados de satélites. O GEO é uma organização intergovernamental que congrega 84 países, a Comissão Européia e ainda 56 organizações internacionais.

O INPE vai integrar a delegação brasileira, que será encabeçada pelo ministro Fábio Pitaluga, do Ministério das Relações Exteriores. Ao lado dele, estará o diretor do INPE, Gilberto Câmara, entre outros representantes do país.

O Brasil apóia a distribuição gratuita dos dados de satélites, a chamada Data Democracy, e também o programa Capaccity Building, que está sendo implementado pelo INPE. O Capaccity Building consiste não só em disponibilizar os dados, mas também em construir capacidade para recebê-los, interpretá-los, utilizá-los e levá-los com facilidade ao usuário final.

Nestes três dias na capital chinesa, haverá duas plenárias e uma reunião ministerial com representantes dos países membros do GEO, para avaliar o andamento do plano de implementação adotado na criação do grupo, em 2005, e definir as metas para o triênio 2011-2013. O objetivo é melhorar o acesso aos dados de observação da Terra e estudar suas aplicações, além de coordenar esforços para a fundação do Sistema Global de Sistemas de Observação da Terra (GEOSS).

O uso de dados de satélites de observação da Terra é uma ferramenta importante para o desenvolvimento econômico sustentável e garante benefícios para a sociedade em nove áreas: agricultura, biodiversidade, clima, ecossistemas, energia, saúde, desastres naturais, recursos hídricos e clima.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial